Stock Car
10/12/2017 10:55

Serra fecha trinca da Eurofarma e se consagra como campeão da Stock Car em Interlagos. Maurício deixa RC com vitória

Depois de 21 corridas, Daniel Serra confirmou o merecido título da Stock Car na manhã deste domingo em Interlagos. O piloto fez uma corrida conservadora e finalizou em terceiro lugar, atrás dos companheiros de equipe Ricardo Maurício, que se despediu da RC, e Max Wilson. Thiago Camilo terminou a prova final em 14º
Warm Up, de Interlagos
FERNANDO SILVA, de Sumaré

É campeão! Daniel Serra confirmou a conquista do merecido título da Stock Car na temporada 2017 na manhã deste domingo (10), em Interlagos. E o novo campeão sequer precisou vencer para alcançar a glória na carreira. O piloto de 33 anos fez uma prova conservadora, pensando no campeonato, e finalizou em terceiro em um dia de sonho para a Eurofarma. A equipe chefiada por Rosinei Campos, o 'Meinha', colocou seus três pilotos no pódio, com Ricardo Maurício vencendo a disputa na sua despedida da equipe — ele está de partida para a Full Time em 2018. Max Wilson finalizou em segundo e terminou a temporada como terceiro colocado. Enquanto Serra festejou o terceiro lugar com gosto de vitória.

Thiago Camilo foi valente e valorizou ao máximo a conquista de Serrinha na temporada. Desde o começou, rivalizou com Daniel na liderança do campeonato. Mas o piloto da A.Mattheis/Ipiranga Racing precisava vencer e torcer para Daniel chegar de terceiro para trás. Só que a falta de potência nas retas lhe tirou qualquer chance. Camilo terminou em 14º e fechou o ano como vice.

Campeão com quatro vitórias e quatro poles na temporada, Serrinha foi o segundo filho de campeão a conquistar o título da Stock Car. Dois anos depois do feito de Marcos Gomes, que terminou em quarto, Daniel agora também chegou ao topo da principal categoria do automobilismo brasileiro, como fez o pai Chico Serra em três oportunidades.
Daniel Serra festeja o título da Stock Car neste domingo em Interlagos (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Saiba como foi a corrida decisiva da Stock Car em Interlagos

Antes da largada, a Stock Car anunciou os seis vencedores do último Hero Push do ano após a votação ao longo de uma semana com os fãs da categoria. Além de Thiago Camilo, Rubens Barrichello, Bia Figueiredo, Átila Abreu, Diego Nunes e Augusto Farfus conqusitaram um botão de ultrapassagem adicional. 

Toda a expectativa estava na largada. Lado a lado na primeira fila, Ricardo Maurício e Daniel Serra puxavam o pelotão. O #90 manteve a liderança da prova após as primeiras curvas, com Serrinha logo atrás, seguido por César Ramos, que conseguiu tomar o terceiro lugar de Marcos Gomes. Camilo caía de oitavo para décimo. E, no fundo do pelotão, Allam Khodair e Renato Braga rodavam na Curva do Lago.

Com extremo cuidado nas curvas, Serra optava por ser conservador e não brigou com seu companheiro de equipe no início. Ainda assim, era uma posição mais do que confortável para lhe garantir o título. Ramos, um dos bons nomes do fim de semana, vinha logo atrás, mas não parecia ter ritmo bom o bastante para brigar por posição.
Momento decisivo: a largada da etapa final da Stock Car 2017 (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Mas na abertura da quarta volta, Serrinha acionou o botão de ultrapassagem na reta dos boxes para passar Maurício e tomar a liderança da prova, com seu companheiro de equipe atuando commo escudeiro de luxo. Na volta seguinte, Ricardo chegou a retomar a ponta com o auxílio do push-to-pass, mas Daniel voltou à liderança com uma ultrapassagem no miolo do circuito. E Ramos continuava bem próximo aos dois carros da Eurofarma.

Mais atrás, Camilo tentava ganhar mais algumas posições na prova, mas sofria com a falta de velocidade em reta e não conseguia passar Sergio Jimenez, nono. Pior, Thiago sofria com a pressão do carro da Cimed de Felipe Fraga. Na abertura da sétima volta, Camilo era ultrapassado não por Fraga, mas por Felipe Lapenna, que acionou o push-to-pass.

Sem dramas, diferente do rival, Serra guiava placidamente rumo à vitória consagradora em Interlagos. A expectativa era pela troca obrigatória de pneus na sequência da prova, uma vez que Maurício não atacava o companheiro de equipe. No fim do grid, Márcio Campos e Guga Lima se engalfinhavam no miolo do circuito e deixavam a disputa.
Camilo sofreu com a falta de performance nas retas em Interlagos (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Farfus, em sua primeira participação solo, fazia corrida segura e se colocava em sétimo, em meio a outros dois carros da Full Time: Barrichello à frente e Diego Nunes, seu parceiro na HERO, logo atrás. Enquanto isso, Serrinha passeava em Interlagos e caminhava para um título merecido.

A partir da volta 11, a direção de prova abriu a janela para pit-stop obrigatório. E Serrinha foi o primeiro a fazer sua parada, trocando os dois pneus do lado direito. Era o momento decisivo da corrida para o futuro campeão. Na volta à pista, Daniel voltou atrás de Maurício, com Max Wilson em seguida, completando o trio da Eurofarma em Interlagos. Camilo esticou ao máximo seu stint e até chegou a liderar a prova antes de finalmente fazer sua parada, o que aconteceu ao fim da volta 16.
Festa completa para a Eurofarma no pódio da etapa derradeira da Stock Car (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Assim, com todas as paradas feitas, Maurício voltava à liderança da prova, com Max Wilson em segundo após passar Serra com a ajuda do push-to-pass. Serrinha vinha em terceiro, logo à frente de Marcos Gomes, que esboçou uma forte pressão no fim até o encerramento dos botões de ultrapassagem. Camilo caía para 13º. Era, na prática, o fim das suas chances de título. E César Ramos, que vinha num ótimo começo de corrida, enfrentou problemas e ficou para trás.

Daí em diante, Serrinha cumpriu uma corrida tranquila, para cruzar a linha de chegada e se consagrar como campeão. E, de quebra, completar um pódio todo da Eurofarma, ratificando a grande campanha de Rosinei Campos, dono da melhor equipe da temporada da Stock Car. Um fim de campeonato de sonho para 'Meinha', Serra e toda a equipe, bem como para Ricardo Maurício, que se despediu da RC com grande estilo e no topo do pódio.

Stock Car 2017, Interlagos, final: 

1 90 RICARDO MAURÍCIO SP RC/EUROFARMA 42:17.564
2 65 MAX WILSON SP RCM/EUROFARMA +1.928
3 29 DANIEL SERRA SP RC/EUROFARMA +5.985
4 80 MARCOS GOMES SP CIMED +7.255
5 111 RUBENS BARRICHELLO SP FULL TIME +9.113
6 87 DIEGO NUNES SP HERO +18.937
7 544 AUGUSTO FARFUS PR HERO +24.095
8 40 FELIPE FRAGA PA CIMED +24.682
9 4 JÚLIO CAMPOS PR PRATI DONADUZZI +25.075
10 46 VITOR GENZ RS CARLOS ALVES/EISENBAHN +25.533
11 5 DENIS NAVARRO SP CIMED +26.135
12 117 GUILHERME SALAS SP VOGEL +27.262
13 10 RICARDO ZONTA PR TMG/SHELL RACING +27.482
14 21 THIAGO CAMILO SP IPIRANGA RACING +27.880
15 77 VALDENO BRITO PB CARLOS ALVES/EISENBAHN +28.064
16 110 FELIPE LAPENNA SP CAVALEIRO +30.147
17 0 CACÁ BUENO RJ CIMED +35.190
18 83 GABRIEL CASAGRANDE PR VOGEL +35.393
19 73 SÉRGIO JIMENEZ SP HOT CAR/BARDAHL +37.875
20 1 ANTONIO PIZZONIA AM PRATI DONADUZZI +38.252
21 25 TUKA ROCHA SP RCM +38.715
22 18 ALLAM KHODAIR SP FULL TIME +40.086
23 8 RAFAEL SUZUKI SP CAVALEIRO +44.106
24 3 BIA FIGUEIREDO SP FULL TIME ACADEMY +1:02.006
25 12 LUCAS FORESTI DF FULL TIME ACADEMY +1:09.337
26 30 CÉSAR RAMOS RS BLAU +1:09.689
27 188 BETO MONTEIRO PE SCUDERIA COLÓN +1:27.690
28 51 ÁTILA ABREU SP TMG/SHELL RACING +1 volta
29 555 RENATO BRAGA GO SCUDERIA COLÓN +3 voltas
30 28 GALID OSMAN SP IPIRANGA RACING +13 voltas
31 31 MÁRCIO CAMPOS RS BLAU +16 voltas
32 9 GUGA LIMA PR HOT CAR/BARDAHL +16 voltas

FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO


Últimas Notícias
quinta-feira, 21 de junho de 2018
F1
Indy
F1
F1
F-E
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
F1
F1
F-E
F1
Galerias de Imagens
Facebook