2º em conturbado GP de San Marino, Larini comemora primeiro pódio: “Esperei por isso minha carreira toda”

Nicola Larini marcou os primeiros pontos da carreira na Fórmula 1 com o segundo lugar alcançado em Ímola. O italiano admitiu que alcançou o objetivo traçado durante toda a carreira

Aos 30 anos, Nicola Larini alcançou o grande resultado da carreira. Neste domingo (1), o italiano guiou a Ferrari até o segundo lugar, marcando os primeiros pontos da carreira e, no mesmo pacote, garantindo a primeira ida ao pódio na Fórmula 1.

Larini, marcado por passagens pouco marcantes na Coloni, na Osella, na Modena e na Ligier, teve hoje sua última corrida substituindo Jean Alesi – que machucou as costas durante testes da Ferrari em Mugello, na Itália.

O experiente piloto italiano destacou o sentimento de dever cumprido, mas lamentou o incidente com a roda traseira direita solta de Michele Alboreto que feriu dois mecânicos ferraristas –, além de dois mecânicos da Lotus.

Larini comemora seu primeiro pódio na F1 em Ímola (Foto: Getty Images)

“Estou muito feliz com este resultado. Esperei por isto minha carreira inteira”, falou. “Provavelmente seja minha última oportunidade; semana que vem, estarei de volta ao turismo, enquanto Jean pegará seu carro de volta para correr o GP de Mônaco. Mas, enquanto estou muito feliz com minha performance, é difícil comemorar quando penso nos meus mecânicos feridos”, disse.

Larini explicou as dificuldades enfrentadas por ter testado pouco, além de problemas com derrapagem dos pneus nas voltas finais.

“Quando a corrida começou, minha ideia era fazer apenas uma parada. O carro estava difícil de ser guiado no começo, pois eu não tinha feito nenhum teste com o tanque pela metade. Com dez voltas para o final, começou a ficar complicado para frear, tive muitos problemas de derrapagem nos pneus. Mas consegui segurar o Mika porque ele estava 30 segundos atrás de mim”, completou.

A Ferrari alcançou o terceiro pódio em três corridas. Além do resultado deste domingo, Alesi foi terceiro no Brasil e Gerhard Berger, o segundo no GP do Pacífico.

GRANDE PRÊMIO acompanha o GP de San Marino, terceira etapa da temporada 1994 da F1, revivendo o noticiário daquela data

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar