Amigo de Senna, Gugelmin prega reflexão: “O mundo perdeu um herói que fazia parte da minha vida”

Maurício Gugelmin e Ayrton Senna chegaram a morar juntos na Europa na década de 1980, quando ambos trilhavam os primeiros passos no automobilismo. “Como colega, amigo e quase irmão, acho que o silêncio é a maneira de pensar no que isso diz”

A morte de Ayrton Senna após um violento acidente na sétima volta do GP de San Marino, neste domingo (1), rapidamente reverberou nos ouvidos dos pilotos que atuam na Indy – todos, sem exceção, com importantes passagens pela F1.
 
Maurício Gugelmin, que entre 1988 e 1991 correu na principal categoria do automobilismo mundial, contou com a parceria do tricampeão no início de sua jornada na Europa. Desde então, ambos se tornaram grandes amigos.
 

Maurício Gugelmin lamentou a perda de Ayrton Senna (Foto: Getty Images)

Relacionadas


A confirmação do falecimento de Senna causou grande comoção no piloto da Ganassi, que na década de 1980 chegou a dividir apartamento com seu amigo. “É um momento de silêncio, um momento de pensar, de lembrar os bons momentos que passamos juntos”, afirmou. “O mundo perdeu um herói, e esse herói fazia parte da minha vida.”
 
“É um momento difícil”, prosseguiu Gugelmin. “Como piloto, como colega, amigo e quase irmão, acho que o silêncio é a maneira mais fácil de você pensar no que realmente isso diz para nós”, encerrou o brasileiro, sem esconder a emoção.

Senna morreu em decorrência dos graves danos neurológicos consequentes da violenta batida na curva Tamburello, na sétima volta do GP de San Marino. O sombrio fim de semana já era de luto pela morte de Roland Ratzenberger um dia antes.

GRANDE PRÊMIO acompanha o GP de San Marino, terceira etapa da temporada 1994 da F1, revivendo o noticiário daquela data

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias do GP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.