Presidente Itamar Franco divulga nota de pesar “de toda a Nação” por morte de “jovem corajoso e honrado” Senna

Governo brasileiro deve decretar luto oficial de três dias nesta segunda (2). Presidente Itamar Franco colocou recursos do governo à disposição da família Senna

O Presidente da República, Itamar Franco, divulgou uma nota de pesar em que ressaltou o papel que Ayrton Senna, a quem chamou de "um jovem corajoso e honrado", desempenhou no protesto contra algumas regras da Fórmula 1 ainda no sábado (30), na sequência dos acidentes que vitimaram Rubens Barrichello, na sexta, e Roland Ratzenberger – de forma inapelavelmente fatal – no dia seguinte.

O presidente já havia divulgado, durante a tensão sobre o estado de saúde do tricampeão mundial, que acompanhava o noticiário com "tristeza e desolação" e que tentara se comunicar com a família de Senna, sem sucesso. Itamar se solidarizou com os pais do piloto, Milton e Neide Senna, a quem mandou um telegrama em particular. Na nota oficial, destacou que, "como pai", leva a ambos seu abraço de dor.

Presidente Itamar Franco emitiu nota de pesar pelo falecimento de Senna (Foto: Getty Images)

"Peço-lhe receber o abraço de um pai que entende seu sofrimento e do presidente da República que expressa o sentimento de toda a Nação", disse Itamar no encerramento da nota.

Os aviões presidenciais foram colocados à disposição da família para que o corpo de Senna seja trazido da Itália de volta ao Brasil. Da mesma forma, o embaixador brasileiro em Roma, Orlando Carbonar, recebeu orientação para prestar toda assistência à família. O presidente também liberou aviões do Estado para levar os Senna até a Itália.

O governo brasileiro vai decretar luto oficial de três dias em memória de Ayrton, provavelmente a partir desta segunda (2), segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Henrique Hargreaves.

A nota do presidente Itamar Franco na íntegra:

"Sofro com toda a Nação a morte de um jovem corajoso e honrado, que demonstrou ao mundo a capacidade de uma gente.

Ainda ontem, cabia-lhe assumir, com dignidade, o protesto contra as modificações nas regras do campeonato de automobilismo de F1, que haviam causado a morte de um colega e ferimentos em outro brasileiro.

Solidarizo-me com o senhor Milton Senna e sua esposa, nesta hora em que todos nós perdemos um ídolo e eles perdem o filho. Como pai, levo-lhes o meu abraço de dor.

Determinei ao nosso embaixador em Roma que preste toda a assistência aos familiares de Ayrton Senna que se encontram na Itália.

Itamar enviou ainda uma mensagem de condolências ao pai de Ayrton Senna. O telegrama, mandado para São Paulo, diz o seguinte:

Em nome do povo brasileiro, solidarizo-me com o senhor e sua família neste instante de dor e angústia.

Determinei ao embaixador do Brasil em Roma que faça o que for preciso e necessário na assistência aos seus familiares que se encontram em Bolonha.

Peço-lhe receber o abraço de um pai que entende seu sofrimento e do presidente da República que expressa o sentimento de toda a Nação."

GRANDE PRÊMIO acompanha o GP de San Marino, terceira etapa da temporada 1994 da F1, revivendo o noticiário daquela data.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube