Brasileiro de Turismo

Robe triunfa em batalha com Frigotto, vence em Cascavel e empata com Campos na liderança do Brasileiro de Turismo

Gabriel Robe largou na pole-position da primeira corrida do fim de semana do Brasileiro de Turismo no Autódromo Zilmar Beux, teve de lidar com a forte pressão de Gustavo Frigotto, mas levou a melhor e venceu a prova na tarde deste sábado em Cascavel, empatando em 90 pontos com seu companheiro de Motortech, Márcio Campos

Warm Up, de Cascavel / FERNANDO SILVA, de Cascavel

A primeira corrida da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo, em Cascavel, contou com a vitória de Gabriel Robe. Na tarde deste sábado (16), o gaúcho teve de pilotar de forma aguerrida para se manter na frente depois de superar a pressão de Gustavo Frigotto, que largou da segunda colocação. Mas depois de levar um sufoco, Robe provou o melhor ritmo do carro da Motortech, segurou a dianteira e não foi superado para vencer de ponta a ponta no Autódromo Zilmar Beux. A vitória acirrou de vez a briga pelo título na temporada 2016.
 
Robe empatou na liderança com Márcio Campos, seu companheiro de equipe, que terminou na sexta colocação. O também gaúcho e Gabriel somam 90 pontos, enquanto o mineiro Edson Coelho, da W2, que completou o pódio em Cascavel, aparece em terceiro, com 86. Ou seja, três pilotos separados por apenas quatro pontos, indicando um campeonato extremamente disputado e que chega à sua metade com a definição da rodada dupla neste domingo.
Gabriel Robe festeja a vitória em Cascavel neste sábado (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Com a vitória nesta tarde, Robe alcançou seu primeiro objetivo. Agora, o jovem piloto almeja fechar bem a rodada dupla de Cascavel para consolidar sua meta para o fim de semana. “Nós queremos a liderança a qualquer custo. Trabalhamos forte aqui desde os treinos. Conseguimos acertar o carro o máximo possível para esta pista. Deu tudo certo, consegui a primeira vitória do fim de semana e amanhã largamos em sexto. Vamos para cima de novo para tentar outra vitória”, destacou.
 
O vencedor do sábado também falou sobre o duelo que travou com Frigotto: “Ele e eu viemos em ritmo muito forte, os dois sempre rápidos. Mas, na minha cabeça, eu tinha de ganhar essa corrida, então foquei mais na frente do que no retrovisor. Cuidei mais de mim para conseguir abrir distância e vencer”, comemorou Robe.
 
Frigotto, paranaense da equipe RKL Racing, se mostrou impressionado com a forma de Robe em Cascavel, mas se mostrou satisfeito com o segundo lugar mesmo com um erro durante o duelo com o gaúcho. “O Robe está mais rápido do que todo mundo neste fim de semana e está realmente de parabéns. Até consegui acompanhar, mas eu estava arriscando demais. Acabei perdendo muita pressão aerodinâmica quando pegava o vácuo dele, então sem essa pressão a aderência nas curvas ficava prejudicada”, disse.
A disputa entre Frigotto e Robe começou logo na largada da corrida 1 (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
“Dei uma errada em um momento, sujei os pneus e tentar remar tudo de volta foi complicado. De qualquer forma, conseguimos manter um ritmo muito bom a corrida inteira”, declarou o segundo colocado.
 

A quarta posição em Cascavel ficou para o piloto da casa, Gustavo Myasava, que terminou a 9s612 do vencedor. O jovem piloto da J.Star Racing terminou à frente do experiente Dennis Dirani, que levou a melhor na disputa com Campos. Mas vai ser o gaúcho quem vai largar na frente da corrida 2 em razão da regra do grid invertido entre os seis primeiros colocados da primeira prova do fim de semana. O experiente Marco Cozzi, da C2, garantiu o sétimo lugar, terminando à frente de Guto Matiazi. O paranaense foi seguido por Adibe Marques, da Cimed, enquanto Mauri Zacarelli fechou a relação dos dez primeiros, sendo que apenas os dez completaram a corrida dentre os 13 carros na pista em Cascavel.
 
O desfecho da quarta etapa da temporada 2016 do Brasileiro de Turismo está marcado para 9h35 de domingo com a realização da segunda corrida do fim de semana, que terá previsão de 35 minutos e vai compreender, além do uso do botão de ultrapassagem, habitual na Stock Car, os pilotos terão de fazer um pit-stop obrigatório.
PADDOCK GP #37 ABORDA FIM DE SEMANA INTENSO NO ESPORTE A MOTOR