Copa GP

Com vitória que “caiu no colo”, Gandolfo vem forte para o título da Taça GP 25 Anos

O piloto viu triunfo na Granja Viana nas mãos a partir de falha mecânica do até então líder da prova deste sábado, Saulo Righi.

Grande Prêmio / GUILHERME BLOISI, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
A vitória na oitava etapa disputada neste sábado (14) na Granja Viana ficou com Elisson Gandolfo, mas podemos dizer, tranquilamente, que o piloto protagonizou a história mais surpreendente do final de semana. 
 
Ele vinha em segundo durante boa parte da corrida, até que uma falha mecânica no kart de Saulo Righi fez com que o adversário abandonasse a prova e desse a liderança para o vencedor.
 
Constrangido, mas feliz, Gandolfo deu um panorama de como foi a corrida. “Infelizmente, o kart dele quebrou, foi triste de verdade. Dentro da pista, a gente disputa, mas, fora dela, somos amigos”.
 
O final de semana de Elisson beirou à perfeição. Apesar da prova final, o piloto saiu com 46 pontos na Taça GP 25 anos, com a vitória e a pole position na bateria classificatória.
 
“Caiu no meu colo, sem dúvida. Dedico essa vitória a ele (Righi). Por um lado, estou muito feliz, mas fiquei bastante triste por ele”, afirmou.
Elisson Gandolfo (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)
A Copa GP de Kart volta em outubro para decidir o campeão da Taça GP 25 Anos e o terceiro integrante da Scuderia GP nas 500 Milhas de Kart, que vai ser disputada em dezembro.