Copa GP

Em time de “feras”, Helio Junior prevê aprendizado ao lado da Scuderia Strarum GP nas 500 Milhas de Kart

Em recuperação de uma grande cirurgia, Helio Junior não poderia estar mais satisfeito em poder competir nas 500 Milhas de Kart. Ao lado dos companheiros da Scuderia Stratum GP, já prevê grande aprendizado e bom desempenho na pista
Warm Up / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
 Sétima etapa da Copa Stratum GP na Granja Viana (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)

Comecei a correr de kart em meados de 2010. Recebi o convite de amigos com o objetivo de ter uma “válvula de escape” a mais nessa vida tão atribulada que levamos. Nesse ano, o que me motivou para a Copa GP foram os amigos e a premiação. Nesse caso, a ordem dos fatores não altera nada. 
 
As expectativas para as 500 Milhas de Kart são as melhores possíveis, ainda mais sendo a minha primeira vez. Emoção e ansiedades a mil, mas por outro lado, estou muito satisfeito e seguro por estar em um time que só tem feras. Espero poder aprender muito e dar o meu máximo possível em prol da equipe (os profissas que nos aguardem rs).
 
Acabei de voltar de uma grave cirurgia, pois há 6 meses rompi por completo o tendão de Aquiles. Então, na verdade, sem mesmo saber, já vinha e venho fazendo ainda mais agora. Fisioterapias semanais e fortalecimento completo do corpo. Fora isso, já começamos a marcar reuniões com toda equipe para alinharmos todos os detalhes e planejamento estratégico para que no dia da corrida possamos estar em total sintonia. Também já reservei os dois dias INTEIROS para treinar.
 
Foi muito bom, demais, animal, da hora, nem acreditei. Ainda demorou para cair minha ficha, toda família comemorou demais junto comigo. Vários amigos me deram os parabéns, foi uma sensação sem igual.