Copa GP

Organizador da Copa GP destaca competitividade da Taça Edgard Mello Filho e diz: “Estamos no caminho certo”

Após a conclusão do primeiro minitorneio da Copa GP de Kart, o organizador do evento, Renato Ribeiro, ressaltou a competitividade do campeonato e celebrou a presença do homenageado Edgard Mello Filho no kartódromo da Granja Viana

Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
Competitividade. Essa foi a palavra que norteou a disputa do primeiro minitorneio da Copa GP de Kart 2019. Sidney Rogério e Fábio Nakiri terminaram empatados após as três primeiras etapas do calendário, válidas pela Taça Edgard Mello Filho, mas Rogério levou a melhor no critério de desempate - venceu a primeira etapa. Assim, foi declarado campeão e garantiu presença nas 500 Milhas de Kart da Granja como piloto da Scuderia GP.
 
Renato Ribeiro, organizador da Copa GP de Kart, conta que essa foi a disputa mais acirrada por uma vaga nas 500 Milhas na história da competição promovida pelo GRANDE PRÊMIO. E que isso é um bom sinal pensando no campeonato como um todo.
 
“A primeira taça da Copa GP foi a vaga conquistada de forma mais competitiva de toda a história do campeonato. Nunca foi tão disputada entre dois pilotos, Sidney Rogério e Fábio Nakiri, com a chance de um terceiro, o Alfredo Salvaia, que precisava de uma combinação de resultados para ganhar, e esteve inclusive muito perto em determinados momentos”, revela Ribeiro.
 
“Então, diz muito sobre a competitividade do campeonato e sobre o acerto no novo regulamento. Definir por critério de desempate diz que estamos no caminho certo e dando chance a muita gente de conquistar a vaga nas 500 Milhas, seja pelas taças ou pelo campeonato”, acrescenta. 
O campeão Sidney Rogério com Edgard Mello Filho (Foto: Rodrigo Berton)
Outro ponto alto da primeira taça foi a presença de Edgard Mello Filho, que deu nome ao minitorneio, na Granja Viana. Renato Ribeiro reverenciou o atual comentarista dos canais Fox Sports.
 
“A presença do Edgard Mello Filho no evento deu a importância que imaginamos que a taça deveria ter. O Edgard precisa ser homenageado todo dia por quem pratica qualquer esporte a motor no Brasil. Ele precisa ser lembrado e o trabalho dele precisa ser reconhecido como conhecedor do esporte a motor e como um cara que trabalhou muito para que o esporte funcionasse no Brasil”, ressalta.
 
“A gente fica muito feliz de fazer essa homenagem. Torna o campeonato um negócio muito legal, o Edgard merece. É uma homenagem tardia da Copa GP, deveria ter acontecido no ano passado, mas foi na hora perfeita, do jeito certo. A presença dele com os pilotos foi incrível, ele é de uma humildade e de um desprendimento absurdo, de conversar, contar histórias. Foi muito legal proporcionar isso para o Edgard e para os pilotos. A gente espera repetir isso porque todos os troféus de campeão da Copa GP de Kart vão ter o nome do Edgard Mello Filho daqui para frente”, encerra.
Logo Corsa