Coluna Pisando Fundo, por Renan do Couto: Novatos que prometem

O DTM realizou sua primeira oficial bateria de treinos coletivos nesta pré-temporada na semana passada, em Barcelona, e os novatos Marco Wittmann e Pascal Wehrlein chamaram a atenção

A semana que passou foi bem parada. Com a Páscoa, todo mundo tirou folga. Foi tão tranquilo que não dá nem para reclamar do plantão, mais parado que a Marginal Pinheiros às 8h. Atividades de pista, tivemos poucas. As únicas corridas foram da GT Series, em Nogaro, na França. Mas o DTM e o WEC realizaram testes e, no campeonato alemão, dois jovens pilotos terminaram a semana muito bem.

Os alemães Pascal Wehrlein e Marco Wittmann são duas promessas para observarmos na temporada 2013. Wehrlein estava na F3 Europeia até o ano passado e foi promovido pela Mercedes para ocupar o lugar de Ralf Schumacher. É um dos dois novatos da montadora de Stuttgart, junto de Daniel Juncadella. Wittmann foi escolhido pela BMW na expansão que a marca campeã de 2012 realizou, passando a contar com oito carros no grid.

Marco Wittmann fechou o dia com o segundo melhor tempo em Barcelona (Foto: DTM)

Na semana passada, em Barcelona, o DTM treinou por quatro dias, e Wehrlein e Wittmann agradaram bastante. Wehrlein foi o segundo colocado em dois dias de treinos, andando forte. Wittmann liderou a sexta-feira, o último dia de atividades no circuito espanhol.

O que vai jogar contra os dois neste ano é a diminuição do tempo de pista ao longo da temporada. A organização do DTM excluiu da programação o treino livre que era realizado na sexta-feira anterior a cada corrida. Logo, são 90 minutos a menos para os pilotos praticarem, o que os obriga a encontrar um bom ritmo muito rapidamente. Mesmo assim, olho neles. São bons nomes para o futuro da categoria.

Apostando em novatos
É assim que a Mercedes chega para a temporada 2013. A marca reduziu sua operação de oito para seis carros e terá apenas um veterano, Gary Paffett. Ralf Schumacher seria o outro, mas, no fim das contas, acabou mesmo se aposentando, como fora anunciado no fim do ano passado. Vai embora sem nunca ter feito nada demais. Assim, Paffett terá a missão de liderar um time que conta com Christian Vietoris, Robert Wickens, Roberto Merhi, Daniel Juncadella e Pascal Wehrlein. É um ano de transição que começa com alguns pontos de interrogação em Stuttgart.

Entre os veteranos
Gary Paffett e Jamie Green, agora piloto da Audi, andaram bem em Barcelona. Augusto Farfus também foi bem rápido na quarta-feira, quando ficou a milésimos de Paffett, que foi o líder do dia. Na mesma quarta-feira, Timo Glock, que é veterano no automobilismo, mas novato no DTM, foi outro que mostrou velocidade e acompanhou o ritmo do inglês e do brasileiro. Acho que ele consegue bons resultados neste ano – pelo menos pódios.

Asa móvel no DTM
Ainda não é oficial, mas certamente será em breve. A categoria deve adotar a asa traseira móvel, já utilizada na F1, neste ano. O sistema foi testado na semana passada, em Barcelona, e recebeu elogios dos pilotos. Vai deixar as ultrapassagens mais artificiais, é verdade, mas eu até acho que vai ser uma boa e vai deixar as corridas um pouco mais movimentadas – tem algumas que precisam mesmo dessa dose extra de agitação.

Em Paul Ricard
20 carros treinaram na sexta-feira e no sábado em Paul Ricard, na França, visando a abertura da temporada do WEC. As 6 Horas de Silverstone acontecem em 14 de abril. Audi e Toyota não treinaram, e a liderança dos testes ficou nas mãos da Rebellion, com os pilotos Nicolas Prost e Neel Jani.

Mais um brasileiro confirmado
Antonio Pizzonia vai andar em Silverstone – até onde se sabe, só lá – pela equipe da Nissan. O jungle-boy mudou para o endurance de vez neste ano, parece. Já está andando na Grand-Am e agora vai estrear na LMP2 no WEC. Ele já havia feito uma corrida nesta classe no ano passado, na ALMS em Laguna Seca. Os companheiros de Pizzonia serão Tor Graves e Jamie Walker.

Nos testes…
Pizzonia foi o terceiro colocado entre os pilotos da LMP2, atrás apenas dos dois carros da OAK. Foi um bom início, sem dúvida.

Rees também andou
No Corvette da Larbre, o Fernando Rees, que é colunista da Revista Warm Up, treinou, mas não foi tão bem no resultado combinado dos dois dias. Seu time foi o penúltimo entre os oito carros da categoria GTE-Am. Todavia, é a equipe campeã do WEC em 2012 e a disputa entre os carros de GT promete ser bem equilibrada.

Brasileiro de Marcas começa neste fim de semana
Vai ser em Interlagos a abertura do Brasileiro de Marcas. Segundo li no blog do amigo Nei Tessari, 14 carros estão confirmados até o momento. Número fraco, levando em conta que mais carros andaram nos dois primeiros anos da história da categoria. Das montadoras que estão presentes no campeonato, a Ford e a Mitsubishi só tem um piloto até aqui. Ficamos no aguardo pelos nomes que vão completar o grid.

Tá tudo certo
A Nascar não distribuiu punições por causa da confusão da semana passada em Fontana. Nem Joey Logano, nem Denny Hamlin, nem Tony Stewart receberam sanções. Pelo o que aconteceu na pista, eu concordo, não tem que punir e abrir precedentes para a categoria virar a F1. Mas o quebra-pau de depois da corrida tem de ser evitado. Ali, a categoria pecou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube