DTM
06/05/2018 13:24

Com briga quente na ponta, Glock bate Paffett e conquista vitória em Hockenheim. Farfus é décimo

Timo Glock e Gary Paffett se encontraram várias vezes durante a segunda prova do primeiro fim de semana da temporada do DTM, em Hockenheim, neste domingo (6). Depois de várias disputas, o alemão segurou a ponta para a primeira vitória da temporada. Em corrida discreta, Augusto Farfus foi o décimo.
Warm Up / BRUNA ARIMATHEA, de São Paulo
 Timo Glock em Hockenheim (Foto: DTM)

O alemão Timo Glock levou a melhor na segunda corrida do DTM, em Hockenheim, neste domingo (6). O primeiro fim de semana de provas da temporada foi marcado pela disputa de posição e pela despedida de Mattias Ekström da categoria. Após 17 anos, o sueco, campeão da temporada de 2004, sai de cena para se dedicar ao FIA World Rallycross Championship, onde possui sua própria equipe, a EKS Audi Sport. Mike Rockenfeller e Gary Paffett completaram o pódio.
 
Confira como foi a corrida 2 do DTM em Hockenheim 
 
A primeira fila foi formada por Timo Glock e René Rast, os dois mais rápidos na classificação, separados por 0s208. Gary Paffett, vencedor da corrida 1 no sábado (5), largou em décimo e o brasileiro Augusto Farfus iniciou a corrida na 13ª posição. Bruno Spengler, punido com 5 posições durante os treinos de classificação largou em 19º lugar. Devido a problemas nos pneus, Ekström iniciou a prova na 18ª posição. 
 
Nem o dia ensolarado deu alívio para começo da corrida de alguns pilotos do grid. Encontrando problemas com combustível momentos antes da corrida, Jamie Green teve que largar do pitlane. Lucas Auer e Daniel Juncadella foram punidos com 5 segundos por queimar a largada, antes das luzes se apagarem. 
 
Mantendo a dianteira na largada, Timo Glock defendeu e sentiu pouca pressão de Rast. Paffett, num ótimo início de prova, passou de décimo para sexto e já se posicionou na briga que viria logo mais. Farfus fechou a primeira volta como começou, na 13ª colocação. Com problemas no motor de sua Mercedes, Edoardo Mortara chegou a ficar parado no grid, mas vinha na 16ª posição quando abandonou a corrida na segunda volta.
 
Com as punições de Auer e Juncadella, e sua excelente largada, Paffett conseguiu se aproximar das primeiras posições e travar uma luta com Glock, que se deu em vários momentos da corrida. O inglês chegou a liderar a prova, com uma ultrapassagem no alemão na volta 14 nos boxes, mas o piloto da BMW recuperou a ponta e seguiu para vencer a prova.
Timo Glock lidera campeonato um ponto a frente de Gary Paffett (Foto: DTM)

 
Na volta 10,o  vencedor da primeira corrida já fazia a ultrapassagem sobre Di Resta em busca da terceira colocação, lugar onde terminaria no pódio. O piloto de 32 anos também teve uma boa performance no início da prova. Largando em sexto, manteve o terceiro lugar até a ultrapassagem de Gary, mas não segurou o resultado e terminou a corrida apenas em nono. 
 
A retomada do pole-position à liderança foi repleta de disputas com o inglês da Mercedes. Os dois dividiram, lado a lado, vários momentos de prova, sempre com uma defesa forte de algum dos pilotos. Nessa altura, Paffett liderava desde a volta 14, mas, pressionado, foi ultrapassado pelo alemão na volta 26. Insatisfeito e decidido a recuperar a posição, Gary Paffett fez uso do DRS para, mais uma vez, alcançar a liderança na volta seguinte.
 
Entretanto, sua estadia na ponta durou pouco. Na volta 29, Glock novamente pressionou o piloto da Mercedes e retomou a liderança de vez, dando fim a disputada troca de posições entre os ponteiros. 
 
Paffett ainda viria a subir no pódio em outra posição. Com uma impressionante escalada de pelotão, Rockenfeller, que largou em nono, iniciou um ataque ao inglês na volta 33 e, determinado, alcançou a posição na penúltima volta da corrida, em um movimento eficaz de ultrapassagem. A última volta viu ainda uma bonita disputa pelo quarto lugar entre Joel Eriksson e Loïc Duval. Contornando o grampo, o suíço defendeu sua posição durante todo o percurso para completar a prova a frente do francês. 
 
Com 2s078 de diferença, Glock fechou a segunda corrida da temporada tranquilo em relação ao restante do grid. Rockenfeller, Paffett, Eriksson e Duval encerraram o top 5. Farfus, em corrida discreta, ganhou três posições e terminou em décimo. Em sua despedida, Ekström alcançou apenas um 16º lugar. 
 
No início da disputa pelo campeonato, Timo Glock assume a liderança após a primeira etapa, logo a frente de Gary Paffett, apenas um ponto atrás. A DTM viaja agora para Lausitzring, ainda na Alemanha, e tem suas atividades entre os dias 18 e 20 de maio.
QUEM É MAIS CULPADO?

PADDOCK GP DISCUTE BATIDA DE RICCIARDO E VERSTAPPEN EM BAKU