Coulthard critica ausência do DTM no sistema para obtenção da superlicença: “Categoria extremamente profissional”

David Coulthard disse não entender como o DTM não faz parte do sistema de pontos da FIA para a obtenção da superlicença. De acordo com o escocês, a categoria é extremamente profissional e merecia peso até maior que o dado às categorias de monopostos de acesso

David Coulthard criticou o sistema de pontuação para obtenção da superlicença na F1. Para o escocês, não faz sentido o DTM não conceder pontos para seus pilotos. Coulthard comparou o campeonato de turismo alemão à F1 e falou sobre o “excepcional” Pascal Wehrlein, piloto de testes da Mercedes e titular no DTM.
 
O ex-piloto de F1 exaltou o DTM – categoria pela qual correu já no fim de sua carreira – e colocou o campeonato acima da GP2 e de outras categorias de acesso.
 
“Eu vejo o DTM como um campeonato extremamente profissional quase tanto quanto a F1. Os acertos dos carros, a imprensa que cobre, o público que atrai, os patrocinadores…vejo o DTM claramente acima das categorias de fórmula de acesso”, disse o escocês.
 
Coulthard valorizou o nível da competição no DTM e o grau de dificuldade para guiar um de seus carros. O escocês cobrou uma revisão do sistema pela FIA.
 
“Claro que é uma categoria de turismo, mas é uma experiência excelente para quem quer chegar à F1. Não é nada fácil guiar este carro, tem a potência de um F3 e um downforce bem particular. O DTM deveria ser visto de outra forma pela FIA”, declarou.
David Coulthard reclamou do sistema de pontos para obtenção da superlicença (Foto: Reprodução / Facebook)
Coulthard falou em especial de Wehrlein, piloto de testes da Mercedes. Para o escocês, o alemão de 20 anos é retrato do ótimo nível do campeonato e grande destaque do grid.
 
“Ele é um piloto excepcional. Precisa receber todo o apoio porque eu tenho certeza que chegará à F1. Todos lá são bons pilotos, mas Wehrlein é um daqueles excepcionais”, afirmou.
 
Coulthard disputou 16 temporadas na F1. O escocês teve como melhor resultado o vice-campeonato de 2001, quando vestia as cores da McLaren. A partir de 2010, foram três anos no DTM, tendo um quinto lugar em Norisring como melhor prova em 2012.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube