DTM

Ekström é excluído da prova em Norisring depois ter garrafa de água colocada no macacão por mecânico

Decisão de excluir Mattias Ekström da etapa de Norisring foi anunciada 5h30 após o fim da corrida. Audi apelou, e caso será julgado nos próximos dias

Warm Up, de Nuremberg / RENAN DO COUTO, de Nuremberg

Acompanhe a cobertura 'in loco' do DTM em Norisring no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
As imagens deste domingo do DTM em Norisring

A etapa de Norisring do DTM tem novo vencedor: Robert Wickens. Às 20h20 locais (15h20 de Brasília), 5h30 após o término da corrida, os comissários anunciaram a exclusão de Mattias Ekström do resultado final, o que dá ao canadense, que largou na pole-position, a primeira vitória da carreira na categoria.

Mattias Ekström no lugar mais alto do pódio em Norisring (Foto: DTM)
O motivo da exclusão de Ekström é, no mínimo, inusitado. Não, não havia nada de errado com o A4 da equipe Rosberg. Quando o piloto desceu do carro e foi comemorar com o time no Parque Fechado, um mecânico, debaixo do sol escaldante que brilhava no céu de Nuremberg, colocou uma garrafa de água dentro do macacão do piloto.

De acordo com o Artigo 44 do Regulamento Desportivo, o piloto não pode receber nenhum objeto de terceiros antes de passar pela pesagem.

A Audi apelou da decisão. A montadora tem dois dias para explicar por escrito o motivo do apelo e, então, o assunto será julgado pela federação alemã de automobilismo.

Ekström usou da estratégia para vencer o inglês Gary Paffett e vencer pela primeira vez no DTM. A vitória também encerrou um longo jejum para a Audi, que não vencia em Norisring, sua corrida de casa, desde 2002, com Laurent Aiello. Desde então, apenas a Mercedes triunfou na pista montada nas ruas de Nuremberg – 11 vezes, contando com a vitória de Wickens.

Com a mudança no resultado, além de herdar a vitória, a Mercedes também passa a dominar o pódio – embora não tenha tido a oportunidade para festejar isso antes de deixar a pista. O espanhol Daniel Juncadella foi promovido de quarto para terceiro, melhor resultado de sua carreira.

Sem os 25 pontos de Ekström, a classificação do campeonato ficou assim: Mike Rockenfeller, 71; Bruno Spengler, 69; Christian Vietoris, 58; Robert Wickens, 52; Gary Paffett, 47; Marco Wittmann, 34; Augusto Farfus, 33. O sueco caiu de quinto para 11º com a exclusão.

Essa não foi a única decisão divulgada pelos comissários horas depois da corrida. Pelos incidentes que protagonizaram nas últimas voltas, Edoardo Mortara e Gary Paffett foram colocados em liberdade vigiada nas próximas duas etapas: se fizerem algo de errado, vão perder cinco posições no grid de largada da prova seguinte.

Neste domingo, primeiro Mortara bateu na traseira de Paffett após perder o ponto de freada no fim da reta dos boxes. Depois, quando o inglês tentou recuperar a posição, os dois se tocaram novamente, dessa vez com mais força, e foram forçados a abandonar.

DTM, Norisring, corrida, resultado sub-júdice:

1 Robert WICKENS CAN Mercedes AMG 1:12:17.344 83 voltas
2 Christian VIETORIS ALE Mercedes AMG +3.636  
3 Daniel JUNCADELLA ESP Mercedes AMG +4.393  
4 Mike ROCKENFELLER ALE Phoenix Audi +5.765  
5 Bruno SPENGLER CAN Schnitzer BMW +14.437  
6 Roberto MERHI ESP Mercedes AMG +15.948  
7 Joey HAND EUA RBM BMW +28.552  
8 Andy PRIAULX ING RMG BMW +32.263  
9 Marco WITTMANN ALE MTEK BMW +32.949  
10 Dirk WERNER ALE Schnitzer BMW +37.780  
11 Filipe ALBUQUERQUE POR Rosberg Audi +40.029  
12 Timo GLOCK ALE MTEK BMW +40.221  
13 Miguel MOLINA ESP Phoenix Audi +41.922  
14 Adrien TAMBAY FRA Abt Audi +51.445  
15 Augusto FARFUS BRA RBM BMW +1 volta  
16 Edoardo MORTARA ITA Rosberg Audi +2 voltas  
17 Gary PAFFETT ING Mercedes AMG +2 voltas  
18 Jamie GREEN ING Abt Sportsline Audi NC  
19 Pascal WEHRLEIN ALE Mercedes AMG NC  
20 Martin TOMCZYK ALE RMG BMW NC  
21 Timo SCHEIDER ALE Abt Audi NC  
22 Mattias EKSTRÖM SUE Abt Sportsline Audi EXC