Ainda não confirmado, Di Grassi revela "chance alta" de disputar 6 Horas de SP pela Audi em 2013

Até o momento, Lucas Di Grassi está confirmado para disputar as 12 Horas de Sebring, na próxima semana, e duas etapas do Mundial de Endurance, com o sonho de se sagrar o primeiro brasileiro vencedor em Le Mans. O piloto também contou como se deu seu acerto com a Audi

Agora piloto oficial de fábrica da Audi, Lucas Di Grassi vai fazer sua primeira corrida do ano no próximo dia 16, em Sebring, nos Estados Unidos. Essa é a primeira de três provas para as quais o brasileiro já foi confirmado para a temporada 2013, porém, existe a chance de Lucas participar de uma quarta corrida: as 6 Horas de São Paulo, em setembro.

Em evento realizado na cidade de São Paulo nesta quarta-feira (6), o presidente da Audi no Brasil, Leandro Radomile, levantou a bola e disse que Di Grassi disputará quatro provas neste ano. O piloto despistou. “Ainda não foram definidas quantas corridas que eu vou fazer no ano”, respondeu, após ser questionado em entrevista coletiva. “Acho que tem uma chance alta de eu fazer a corrida aqui, mas não está confirmado”, emendou.

Em Sebring, Di Grassi espera aprender junto aos seus companheiros de equipe (Foto: Di Grassi/Facebook)

Foi na primeira edição do evento brasileiro do Mundial de Endurance, no ano passado, que Di Grassi estreou com a Audi – a ideia de se ter um piloto daqui na prova paulista é justamente promover o evento e a presença da marca no país, como ressaltou Radomile. Relembrando aquele episódio, o ex-F1 contou como se deu o acerto definitivo com a Audi – e como a boa atuação nas 6 Horas de São Paulo influenciou.

“Antes da corrida, recebi um comunicado da Audi dizendo que eles já tinham os pilotos fechados para o programa, não era para esperar muita coisa. Faz a corrida e é mais ou menos isso. Fiz a corrida, parece que eu fui bem, e, algumas semanas depois, recebi uma ligação: ‘Lucas, a gente tem interesse em conversar com você sobre alguma coisa a longo prazo. A gente ficou bastante satisfeito com o resultado’”, narrou. Segundo o próprio, o contrato que assinou com os alemães é melhor do que qualquer acordo de F1 que já teve. “Não tinha como não aceitar”. Ele não entrou em detalhes acerca da duração do vínculo, mas, em algumas de suas falas, deu indícios de que pode continuar na casa em 2014. “Não é uma coisa certa, mas é possível, provável”, declarou.

Apesar de sonhar em se tornar o primeiro brasileiro vencedor das 24 Horas de Le Mans, Di Grassi quer dar um passo de cada vez. Antes de pensar na tradicionalíssima prova francesa, o que toma conta de sua mente é a corrida do próximo fim de semana, a 60ª edição das 12 Horas de Sebring, na qual terá Tom Kristensen e Allan McNish como parceiros – em Spa e em Le Mans, ele dividirá um e-tron quattro com Marc Gené e Oliver Jarvis. Na época da estreia de Lucas na Audi, Kristensen rasgou elogios à performance do brasileiro, mais rápido do trio ao longo das 6 Horas de São Paulo.

“Não estou preocupado com Le Mans ainda. Minha preocupação imediata, tirando o almoço, é Sebring. Minha preocupação é fazer uma bela corrida lá, extrair o máximo de meus companheiros de equipe, que estão há dez anos fazendo isso, e, aos poucos, ir evoluindo e vendo como funciona tudo. É a maneira mais fácil de obter resultado”, afirmou.

Com relação à Le Mans, Di Grassi disse que ficou emocionado ao ver um clipe da Audi sobre a corrida, exibido no evento, e destacou a importância da prova. “Eu nunca fui nem assistir, mas, de repente, conseguir escrever meu nome na história e ser o primeiro brasileiro a vencer em Le Mans vai ser muito mais importante do que qualquer outra coisa que eu conquistei até agora”, exaltou Di Grassi. "Vou tentar fazer o melhor possível e trazer a vitória. Se for no primeiro ano, vai ser algo fora do esperado. Se for nos próximos anos, vai ser um resultado incrível. Vou tentar aprender a cada dia dentro do carro para aumentar minhas chances", acrescentou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube