Endurance

Alonso provoca F1 e diz que Sebring é “centro das atenções do esporte a motor” neste final de semana

Fernando Alonso ganhou uma chance de ouro de 'cutucar' a F1 neste final de semana: bem na volta da categoria na Austrália, ele disputa nova etapa da supertemporada do WEC, em Sebring. E fez questão de afirmar que é onde gostaria de estar
Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O destino parece ajudar Fernando Alonso: exatamente no primeiro final de semana em que a F1 correrá sem o espanhol em quase 20 anos, ele tem outro compromisso marcado nas pistas - o que significa chances de 'cutucar' o campeonato o qual deixou após tanto tempo e dois títulos.

E, claro, ele não desperdiçou essa oportunidade. Em Sebring, nos Estados Unidos, onde disputa as Mil Milhas locais pela supertemporada 2018/19 do Mundial de Endurance, ele comentou sobre estar deste lado do mundo, e não na Austrália.

"Estou aqui, há 200 mil pessoas, centenas de pilotos, centenas de equipes, 16 mil pneus... O centro do mundo do esporte a motor neste final de semana é Sebring, sem dúvida, então estou onde eu quero estar", provocou, durante entrevista ao jornal As.
Fernando Alonso (Foto: IMSA)
Ele, porém, não negou que está "curioso' com o que a F1 vai mostrar neste retorno: "Tenho a curiosidade típica de qualquer fã de F1, de ver como as coisas irão ocorrer, qual a ordem real das equipes."

"Mas, fora isso, não tenho tanta vontade de estar ali nem ficare iincomodado em perder algum detalhe", completou.

Além de adicionar as 500 Milhas de Indianápolis às conquistas da Tríplice Coroa, Alonso tem como objetivo no primeiro semestre deste ano garantir o título do WEC.

Ele entra em Sebring como líder, ao lado de seus companheiros de Toyota Sébastien Buemi e Kazuke Nakajima, com 102 pontos, cinco à frente dos também Toyota Mike Conway, Kamui Kobayashi e José María López.