Antes de estreia na F1, Hartley se une a Bamber e leva Porsche à pole em Fuji no WEC. Piquet larga na frente na LMP2

Com a pista molhada, Brendon Hartley e Earl Bamber colocaram o 919 Hybrid #2 da Porsche na pole-position das 6 Horas de Fuji. Em quinto na classificação geral, Nelsinho Piquet e David Heinemeier Hansson colocaram a Rebellion na pole da classe LMP2 no circuito japonês

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Perto do título do Mundial de Endurance, a tripulação do Porsche 919 Hybrid #2 garantiu a pole-position das 6 Horas de Fuji, sétima e antepenúltima etapa da temporada 2017. Uma semana antes de fazer sua estreia na F1 pela Toro Rosso, Brendon Hartley, em grande fase, se uniu a Earl Bamber para fazer as voltas de classificação na chuvosa tarde deste sábado (14) no circuito japonês. A dupla alcançou tempo médio de 1min35s160. Timo Bernhard, que acompanhou a classificação dos boxes da Porsche, comemorou o resultado dos seus companheiros de equipe.

 
Além da pole, a Porsche conseguiu também completar a primeira fila do grid em Fuji com Andre Lotterer e Nick Tandy. O britânico conseguiu marcar 1min35s068 na primeira parte da classificação, garantindo a pole provisória. Mas Hartley, em grande fase, respondeu com 1min35s096 no segundo segmento da sessão, ajudando à tripulação do #2 a conquistar a média Porschao marcar 1min35s394. Assim, a média de tempo da tripulação do #2, que conta também com Neel Jani, foi 0s071 mais lenta que os ponteiros.
 
Hartley, Bernhard e Bamber lideram o Mundial de Endurance com 159 pontos, vantagem de 51 pontos para Lotterer, Tandy e Jani. O trio do 919 Hybrid #2 da Porsche pode até sagrar-se campeão mundial do WEC neste fim de semana no Japão.
A tripulação do 919 Hybrid #2 está bem perto de faturar o título mundial (Foto: Porsche Motorsport)
A Toyota, que liderou dois dos três treinos livres do fim de semana, teve de se conformar com a segunda fila do grid na sua corrida em casa. O TS050 Hybrid tripulado por Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Anthony Davidson larga em terceiro, com volta média em 1min15s355, apenas 0s195 atrás do tempo da pole. Já o Toyota #7, de Mike Conway, Kamui Kobayashi e José María ‘Pechito’ López, ficou mais atrás. Com tempo médio de 1min36s630, a tripulação ficou a quase 1s5 do tempo da pole, largando em quarto.
 
O melhor LMP2 do grid foi o Rebellion #13 pilotado por Nelsinho Piquet e David Heinemeier Hansson na classificação em Fuji. O conjunto, que também conta com Mathias Beche, anotou 1min44s196 de média. A equipe suíça consolidou a dobradinha na primeira fila da LMP2 e terceira no grid geral com Bruno Senna e Julien Canal na classificação, enquanto desta vez Nicolas Prost acompanhou a sessão dos boxes. 
 
No confronto brasileiro na primeira parte da classificação, Nelsinho levou a melhor sobre Senna, enquanto o dinamarquês Hansson foi mais de 1s mais rápido que Canal, consolidando uma diferença média de 0s7 em relação ao Oreca-Gibson #13 da Rebellion. A segunda fila na LMP2 tem o protótipo da Jackie Chan DC Racing, com Ho-Pin Tung, Oliver Jarvis e Thomas Laurent ao lado do Signatech Alpine pilotado por André Negrão, Gustavo Menezes e Nicolas Lapierre.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Porsche também conquistou a pole entre os GTs. Na LMGTE-Pro, a dupla formada por Richard Lietz e Frédéric Makowiecki bateu o Ford GT da Ganassi pilotado pelos britânicos Harry Tincknell e Andy Priaulx por 0s441 na média, garantindo a pole, com o outro Ford/Ganassi, de Stefan Mücke e Olivier Pla em terceiro e Sam Bird e Davide Rigon, com a Ferrari da AF Corse, na quarta posição.

 
Na LMGTE-Am, destaque para a primeira pole da equipe Clearwater. A bordo da Ferrari, o irlandês Matt Griffin e Mok Weng Sun, de Singapura, levaram a tripulação, que ainda conta com o japonês Keita Sawa, à pole, batendo o conjunto formado por Christian Reid, Matteo Cairoli e Marvin Dienst, com um Porsche da Demspey-Proton Racing. No total, o grid das 6 Horas de Fuji é formado por 26 carros.
’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube