Endurance

Brabham lança projeto para recriar equipe visando participação no WEC em 2015 e não descarta F1 no futuro

Criado por David Brabham, filho do fundador Jack, Projeto Brabham tenta reativar equipe bicampeã mundial de construtores na F1 por meio de sistema de crowdfunding - doações feitas pelo público
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
Fora do mapa desde 1992, a Brabham revelou um projeto para voltar a partir de 2015. O anúncio foi feito por David Brabham, ex-piloto da F1 e filho de Jack Brabham, fundador da original e lendária equipe e três vezes campeão mundial.
 
O Projeto Brabham, como foi nomeado, tem como primeiro objetivo desenvolver um trabalho para participar do WEC em 2015. Para isso, conta com um sistema de crowdfunding - onde pessoas fazem doações - para arrecadar a quantia necessária. 
 
No momento, o lançamento é a Fase 1 do projeto, que pretende arrecadar R$ 1 milhão. A estimativa é de que R$ 32 milhões é a quantia que vai permitir a Brabham a desenvolver uma equipe completa, o que o projeto visa arrecadar em quatro fases.
 
Para os colaboradores, cada quantia vem com algo ganho em retorno. Quem doar R$ 4, recebe atualizações. Já quem fizer uma doação de R$ 300 e R$ 400 poderá, respectivamente, receber treinamento para piloto e engenheiro, ambos via web. Quem fizer uma doação de R$ 40 mil, será um VIP, podendo andar em Silverstone na carona do chefe David.
David Brabham está tentando trazer de volta a equipe fundada por seu pai, Jack (Foto: Getty Images)
"Crowdfunding dá as pessoas a chance de ser parte do princípio da equipe. Uma vez  que consigamos construir uma grande comunidade, começaremos a notar o poderio da força coletiva que irá atrair fundos e parceiros para fazer a jornada ser um sucesso", falou David Brabham, chefe da equipe.
 
Além do WEC, a Brabham tem nos planos para o futuro voltar à F1, onde venceu o Mundial de Construtores em 1966 e 1967, e faturou o título do Mundial de Pilotos em quatro oportunidades, 1966, 1967, 1981 e 1983, com o Brabham fundador, Denny Hulme e Nelson Piquet. A equipe também visa outras categorias, a novata F-E, por exemplo.
 
"A Brabham Racing inicialmente vai competir no WEC em 2015, incluindo as prestigiosas 24 Horas de Le Mans. O sonho é levar o mesmo modelo para F1 e potencialmente a novas categorias, como a F-E", diz o site do projeto.

A temporada do WEC costuma começar no mês de abril.