Cadillac de Alonso lidera durante tarde, mas Mazda dá troco e fecha sábado com melhor tempo em Daytona

Renger van der Zande colocou o Cadillac #10 no topo da tabela de tempos durante a tarde em Daytona. A noite chegou trazendo a reação do Mazda #55, que conseguiu o melhor tempo com Jonathan Bomarito. Na GTD, o trio 100% brasileiro da Via Italia liderou

O sábado (5) em Daytona fortaleceu os indícios de que o Cadillac #10 da Wayne Taylor Racing e o Mazda #55 da Team Joest começaram os preparativos para a corrida de 24 horas com o pé direito. Enquanto o treino da tarde teve como piloto mais rápido Renger van der Zande, companheiro de Fernando Alonso, Kamui Kobayashi e Jordan Taylor, o da noite viu Jonathan Bomarito reagir com marca 0s001 melhor.
 
Na sessão noturna em particular, o Mazda #55 deu as cartas sem muitos problemas. Bomarito, companheiro de Harry Tincknell e Olivier Pla, foi 0s444 mais rápido do que o adversário mais próximo nas mesmas condições – o bom tempo do Cadillac #10 veio durante a tarde. Quando a lua brilhava, só um outro Mazda se manteve relativamente próximo – o #77, com tempo anotado por Oliver Jarvis. O top-3 da última sessão do dia ainda contou com o Cadillac #31 de Felipe Nasr, Pipo Derani e Eric Curran, 0s646 mais lento.
 
O Cadillac #10, que causou impressão tão positiva durante a tarde, não mostrou muita coisa durante a noite. Ainda com Van der Zande anotando o melhor tempo, o quarteto foi 0s865 pior do que o Mazda #55. A falta de velocidade significou terminar a atividade em sexto dentre os 11 DPi inscritos.
O Mazda #55 segue dando as cartas em Daytona (Foto: IMSA)
Rubens Barrichello, outro brasileiro inscrito na principal categoria das 24 Horas de Daytona, teve um dia ainda mais apagado. Acompanhando a tendência da JDC-Miller, que abriu os trabalhos sem chamar atenção, o #85 do brasileiro surgiu em décimo durante a noite. O déficit do quarteto, que também conta com Tristan Vautier, Devlin DeFrancesco e Misha Goikhberg foi de 1s416.
 
Na esvaziada classe LMP2, o trio Mark Kvamme/Gabriel Aubry/Matt McMurry foi o mais rápido do dia. A GTLM, por sua vez, teve a Porsche na liderança – cortesia do carro #911 de Frédéric Makowiecki, Nick Tandy e Patrick Pilet.
 
A GTD, por sua vez, teve um treino liderado por trio 100% brasileiro. Chico Longo, Victor Franzoni e Marcos Gomes colocaram a Ferrari 488 da Via Italia no topo da tabela de tempos. A vantagem foi de 0s112 sobre o segundo melhor carro da classe – a Ferrari #51 da Spirit of Race, com Daniel Serra como componente do quarteto.
 
A primeira bateria de treinos para as 24 Horas de Daytona – o ‘Roar’ – se encerra neste domingo. A corrida, por sua vez, acontece nos dias 26 e 27 de janeiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube