Endurance

Em “melhor momento da carreira”, Alonso diz que “não preciso provar minha qualidade” como piloto

Fernando Alonso foi questionado pelo jornal espanhol 'As' se a vitória em Daytona servia para comprovar sua qualidade como piloto. Mas o espanhol discorda: segundo ele, não há necessidade de provar sua capacidade

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Fernando Alonso já afirmou que sua vontade é fazer "algo sem precedentes" na história do automobilismo. Mas isso não quer dizer que sua capacidade como piloto já não esteja provada - na visão do próprio espanhol. 

Após a vitória nas 24 Horas de Daytona, no último domingo (27), ele foi entrevistado pelo jornal 'As', da Espanha - e foi questionado sobre se o triunfo nos Estados Unidos seviria como uma "prova" de que é um grande piloto, ou se não precisava disso.
Fernando Alonso (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
"Acredito que não preciso me provar, certo?", respondeu Alonso, que usou como argumento um fato recente: a vantagem sobre Stoffel Vandoorne nos treinos de classificação na 1 em 2018: "No ano passado, para não ir longe, fiz o que ninguém tinha feito antes, que foi um 21 a 0 nas classificações sobre meu companheiro de equipe."

"Em cada corrida que fiz nestes últimos anos, independentemente dos resultados, acredito que todos viram que estou no melhor momento da minha carreira., tanto na F1 como em qualquer outro carro em que eu tenha entrado", completou o bicampeão mundial de F1.

Apesar de segurar a revelação do que fará durante todo o ano de 2019, Alonso já tem como certo a busca pelo título do Mundial de Endurance, do qual é líder no momento, e também a sonhada vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, para completar a Tríplice Coroa do automobilismo.