Albuquerque coloca LMP2 no topo do TL1 do WEC em Spa. Hipercarro da Toyota é apenas 7º

Treino livre 1 repetiu tendência do prólogo e viu um protótipo LMP2, da United Autosports, ficar na liderança enquanto os hipercarros da Toyota sequer alcançaram o top-5 em Spa-Francorchamps

Volta em Mônaco com Hesketh 308 guiada por Jean-Denis Delétraz (Vídeo: Reprodução)

A tendência do prólogo foi confirmada, e um protótipo LMP2 liderou o primeiro treino livre das 6 Horas de Spa-Francorchamps, realizado na tarde desta quinta-feira (29). A etapa marca a abertura da temporada 2021 do Mundial de Endurance. O português Filipe Albuquerque, da United Autosports, de propriedade de Zak Brown, e que divide a pilotagem do protótipo com Phil Hanson e Fabio Scherer, anotou 2min04s083 para despachar a concorrência na primeira atividade de pista do fim de semana.

O Alpine A480 Gibson do francês Matthieu Vaxivière, que é um protótipo LMP1 e participa da classe dos hipercarros, ficou na segunda colocação no geral. Vaxivière divide o carro com o brasileiro André Negrão e o compatriota Nicolas Lapierre. O melhor tempo do trio foi 0s252 mais lento que o LMP2 da United Autosports.

A Toyota, com o hipercarro GR010 Hybrid, ficou apenas na sétima colocação com o inglês Mike Conway — tripulado também por Kamui Kobayashi e José María ‘Pechito’ López —, atrás do #70 da Realteam Racing, pilotado por Esteban García, Loïc Duval e Norman Nato; o #28 da equipe Jota, tripulado por Stoffel Vandoorne, Sean Gelael e Tom Blomqvist; o #21 da Dragonspeed, de Juan Pablo Montoya, Henrik Hedman e Ben Hanley; e o #29 do Team Nederland pilotado por Frits Van Eerd, Giedo van der Garde e Job van Uitert .

O outro hipercarro da Toyota, o GR010 Hybrid #8, de Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley, ocupou apenas a 10ª posição com melhor tempo em 2min04s947, tempo 0s864 mais lento que o LMP2 da United Autosports.

Pelas novo regulamento, os hipercarros foram concebidos para serem cerca de 5s mais lentos que os antigos LMP1. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e o ACO (Automóvel Clube do Oeste), responsáveis pelo regulamento do WEC, também providenciaram mudanças para tornar os LMP2 mais lentos, tudo com o objetivo de manter os hipercarros como os modelos mais rápidos na pista. Mas a estratégia não funcionou, o que vem provocando chiadeira no paddock do circuito belga.

LEIA TAMBÉM
+ Com cinco brasileiros, WEC abre temporada de nova era com hipercarros em 6 Horas de Spa

WEC; MUNDIAL DE ENDURANCE; SPA-FRANCORCHAMPS; PRÓLOGO WEC; TOYOTA; HIPERCARRO; HYPERCAR;
A Toyota foi superada pelos LMP2 no prólogo do WEC em Spa (Foto: Toyota)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Em entrevista veiculada pela revista britânica Autosport, Pascal Vasselon, chefe da Toyota, deixou clara a sua insatisfação. “O objetivo é ter o hipercarro como a categoria mais rápida, isso é claro: até onde eu sei, isso não está em questão. Claramente, não era o objetivo ter o LMP2 rodando mais rápido que os hipercarros. Estou tentando dizer que houve uma vontade clara de corrigir isso. A única coisa é que a regra deve ser revista”, pediu o dirigente.

Entre os brasileiros que disputam a etapa deste fim de semana em Spa, Daniel Serra, que divide a pilotagem da Ferrari 488 GTE Evo da equipe italiana AF Corse com o espanhol Miguel Molina, foi 21º na classificação geral e quinto colocado na classe GTEPro, que teve a liderança da Porsche, com direito a dobradinha. Kévin Estre e Neel Jani lideraram a sessão na classe com 2min13s466 como melhor tempo a bordo do carro #91. O 1-2 da marca de Stuttgart foi completado pelo #92, pilotado por Richard Lietz e Gianmaria Bruni.

Na classe LMGTE-Am, Augusto Farfus e Marcos Gomes, que dividem a pilotagem do Aston Martin Vantage da equipe NorthWest com o canadense Paul Dalla Lana, fecharam em quinto lugar na classificação da classe, com o trio ficando em 27º no geral. A liderança ficou com o Porsche #56 do Team Project 1, que conta com Egidio Perfetti, Matteo Cairoli e Riccardo Pera.

Felipe Fraga, que também vai disputar a temporada completa do WEC na classe LMGTE-Am ao lado do norte-americano Ben Keating e do luxemburguês de ascendência portuguesa Dylan Pereira, pilota o Aston Martin da equipe TF-Sport. Neste primeiro treino, o trio registrou o oitavo melhor tempo na classe.

Os carros vão para a pista novamente nesta sexta-feira, que traz a perspectiva de ser um dia bastante intenso em Spa-Francorchamps. Pela manhã, acontecem mais dois treinos livres, enquanto a classificação, de 20 minutos para os protótipos e outros 20 para os GTs, começa às 13h20 (de Brasília). A primeira etapa da temporada 2021 do Mundial de Endurance tem largada prevista para 8h30 de sábado, com transmissão ao vivo pelo ESPN App.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube