Hülkenberg vive “experiência incrível” nas 24 Horas de Le Mans e diz: “Maior conquista da minha carreira”

Nico Hülkenberg disse que a vitória nas 24 Horas de Le Mans foi a maior conquista de sua carreira no automobilismo. Piloto voltou a vencer depois de seis anos

"Hoje é uma grande conquista, a maior da minha carreira", avaliou Nico Hülkenberg, agora vencedor das 24 Horas de Le Mans. O piloto da Force India deixou a F1 de lado para, no Mundial de Endurance, ganhar sua primeira prova desde 2009, quando ainda estava na GP2. Na F1, seus melhores resultados são uma pole-position e dois quartos lugares.

O alemão, que assumiu a liderança e começou a abrir vantagem para os rivais da Audi antes de passar o Porsche 919 #19 a Nick Tandy e Earl Bamber, destacou como o desempenho melhorou com a chegada da noite na França. No início da prova, ele acabou caindo de terceiro para sexto para depois se recuperar.

#GALERIA(5349)
"A vitória acabou de acontecer, então ainda é difícil de ter a noção do que significa, mas acho que a ficha vai cair nos próximos dias. Foi uma experiência incrível para mim, vindo do ambiente da F1, ver uma corrida como Le Mans. Estou muito feliz por ter feito isso, e ainda mais feliz que vencemos logo de cara junto destes dois caras, que agora são lendas", afirmou Hülkenberg.

"Internamente, o objetivo era colocar pelo menos um carro no pódio. Agora temos uma dobradinha, é muito melhor. Então acho que todos podemos ficar muito orgulhosos do que conquistamos hoje. Para o nosso carro,  foi uma corrida impecável. Tivemos um ótimo ritmo, não cometemos erros, fluiu bem. Gostaria de agradecer a todos que trabalharam sem descanso nos últimos dois meses, sem muito sono. Hoje é a recompensa por isso", declarou.

 
Mas a festa não pode durar muito: no próximo domingo, ele tem de disputar o GP da Áustria com a Force India. "Vir para cá direto do Canadá na segunda, fazer a verificação inicial, e depois passar a semana aqui. Acho que valeu a pena no fim com a vitória. Mas há um enorme espírito de equipe em todos os carros, e eu me diverti demais com estes caras também, o que eu acho que é muito importante", completou.

Earl Bamber, terceiro neozelandês a ganhar em Le Mans, também vibrou pelo fato de ter vencido em sua primeira participação na prova. "Foram 12 meses incríveis para mim. Há 12 meses, eu pilotava na equipe do Timo Bernhard na Porsche Cup da Alemanha. Hoje devo dizer um muito obrigado à Porsche por acreditar em mim e me dar a oportunidade de correr aqui. Vai muito além dos meus sonhos mais loucos vencer Le Mans na primeira tentativa", comemorou.

Hülkenberg, Bamber e Tandy não fazem parte do time titular da Porsche. Portanto, até segunda ordem, não disputarão nenhuma outra prova do Mundial de Endurance em 2015.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube