Endurance

Le Mans escolhe quem vence e entregar corrida é castigo eterno, diz Gabriel Curty

Na edição de 2019 das 24 Horas de Le Mans, o Toyota #7 vinha para uma vitória certa quando, na hora final, teve dois furos nos pneus. Isso permitiu com que o #8 o ultrapassasse e triunfasse sem problemas. No Paddock GP, os jornalistas debateram se a vitória deveria ter sido entregue

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
No último final de semana aconteceu a icônica 24 Horas de Le Mans. O Toyota #7 liderou 23 horas da prova, mas logo na reta final, teve dois furos nos pneus e acabou perdendo a vitória para o Toyota #8, que inclusive foi campeão do Mundial de Endurance. No PADDOCK GP #164, os comentaristas debateram se a vitória deveria ter sido entregue, com Gabriel Curty defendendo que seria impensável algo desse gênero. ASSISTA