“Me senti muito bem na chuva”: Alonso ressalta confiança crescente a bordo do Cadillac em Daytona

Assim como aconteceu no primeiro stint, Fernando Alonso brilhou na sua segunda janela de pilotagem em Daytona e fez até chover. No molhado, o bicampeão mundial de F1 pulou de quatro para primeiro com um ritmo alucinante, que só foi interrompido pela bandeira amarela, seguido pela vermelha

 
No molhado, com ritmo muito mais forte em relação aos concorrentes da categoria, Alonso logo alcançou a liderança e chegou a impor quase 40s de vantagem para o segundo colocado, Dane Cameron, da Penske, antes do acionamento da bandeira amarela e, depois, da vermelha.
 
Durante a paralisação da corrida, Alonso, que integra o quarteto da Wayne Taylor Racing ao lado de Kamui Kobayashi, Jordan Taylor e Renge van der Zande, falou à transmissão oficial do SportsCar que a grande chave neste momento crucial da prova — a bandeira vermelha foi acionada quando restavam pouco mais de sete horas para o fim — é a confiança no Cadillac, seja no seco ou no molhado.
Fernando Alonso liderou as 24h de Daytona antes da bandeira vermelha (Foto: IMSA)

“A confiança tem sido bem grande no carro. No seco, com as baixas temperaturas, fomos mais competitivos do que nos testes e me senti muito bem no carro durante a chuva. Pudemos ganhar mais confiança. Devido à forma em que se corre nos Estados Unidos, com os safety-cars reagrupando todos, perdemos a vantagem. A corrida tem atividade até o último minuto, então estou bem ansioso”, destacou.

 
O fato é que Alonso se mostra encantado com a dinâmica das corridas de resistência, com um perfil muito diferente ao que estava habituado durante as 17 temporadas em que fez parte do grid do Mundial de F1.
 
“Cada volta é diferente, sabe? Todas as categorias correm juntas no mesmo lugar e ao mesmo tempo. Você se depara com várias pessoas de várias categorias durante as 24 horas. Há pneus velhos e novos, a noite e o dia… Há uma evolução constante durante a corrida”, explicou.
 
“Então você tem de adaptar seu estilo de pilotagem à mudança nas condições, e adoro isso. É um grande espetáculo para quem está assistindo”, complementou o vencedor das 24 Horas de Le Mans e grande favorito à vitória logo mais em Daytona.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora