Endurance

Parceiro de Fittipaldi, Conway se atrasa e desfalca time da Action Express para 24 Horas de Daytona

Mike Conway vai desfalcar o time do Cadillac DPi #5 da Action Express, que vai contar com Christian Fittipaldi, João Barbosa e Filipe Albuquerque neste fim de semana. Já a equipe do protótipo #31 também vai ter três pilotos: os brasileiros Felipe Nasr e Pipo Derani e o norte-americano Eric Curran
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Equipe Action Express em Daytona (Foto: José Mário Dias)
Não tem sido um fim de semana dos mais fáceis para a Action Express às vésperas da disputa das 24 Horas de Daytona de 2019. Na última quinta-feira (24), o time do Cadillac DPi #5 enfrentou problemas com o protótipo, que não conseguiu sair para fazer as voltas de classificação e vai largar em último dentre os protótipos e em 11º no geral. A equipe, que contaria com Mike Conway ao lado dos portugueses João Barbosa e Filipe Albuquerque, além do brasileiro Christian Fittipaldi, vai ficar desfalcada do britânico, que se atrasou e não conseguiu chegar a Daytona nesta sexta-feira.
 
Assim, os dois carros da equipe Action Express vão contar com três pilotos. O time do Cadillac DPi #31 é formado pelos brasileiros Felipe Nasr e Pipo Derani, além do norte-americano Eric Curran. Com o tempo obtido por Nasr, 1min34s433, o trio vai largar em quinto lugar. A pole na classe DPi ficou com a Mazda no protótipo #77 compartilhado por Oliver Jarvis, Tristan Nuñez, Timo Berhnard e René Rast.
A Action Express vai correr desfalcada de Conway no Cadillac #5 em Daytona (Foto: José Mário Dias)
Gary Nelson, gerente da Action Express, confirmou a ausência de Conway. “Acabamos de desligar o telefone. Ele está atrasado e ainda está na Inglaterra. Estamos muito decepcionados por não podermos ter o Mike em nosso carro para a corrida”, disse.
 
“Com o atraso, ficou óbvio que ele não poderia fazer a viagem a Daytona a tempo para a última sessão de treinos. Todos nós decidimos que seria melhor para o carro #5 disputar a corrida com Christian, João e Filipe. Vamos continuar a trabalhar com Mike em outros eventos do campeonato em 2019”, complementou.
 
Albuquerque, piloto que foi escalado para levar o Cadillac #5 da Action Express à pista na sessão classificatória, revelou o problema que impediu a busca por tempos.
 
“O Cadillac parecia bem, mas quando estava me preparando para a primeira volta e engatei a sexta marcha, algo não parecia correto. Então levei o carro para os boxes porque sabíamos que tínhamos um problema. Não houve nada que pudéssemos fazer. É decepcionante, mas temos muitas corridas antes da tarde de domingo e há uma equipe incrível por trás de nós”, concluiu o piloto português.