Toyota #7 controla ritmo, vence 6 Horas de Spa e aumenta liderança no WEC

Distância para o Toyota #8 ficou acima dos 34s. Rebellion #1 de Bruno Senna ficou com terceiro lugar; na classe GTE Am, trio de Felipe Fraga fechou em sexto

O trio #7 da Toyota, formado por Kamui Kobayashi, Mike Conway e José María López, venceu a terceira etapa na temporada 2020 do Mundial de Endurance. Neste sábado (15), nas 6 Horas de Spa-Francorchamps, colocaram mais de 34s de frente e aumentaram a liderança do campeonato.

É verdade que a diferença de 12 pontos não é enorme, mas é um pouco maior que os cinco que ficaram da corrida no Circuito das Américas, meses atrás. A segunda colocação da prova e do campeonato, claro, é do Toyota #8 de Sébastien Buemi, Brendon Hartley e Kazuki Nakajima.

A corrida foi realizada com boas partes sob chuva. O começo, inclusive, foi com o safety-car à frente por conta das fortes chuvas cerca de 30 minutos antes.

Ainda no começo, Buemi chegou a colocar 10s em Conway, mas perdeu a vantagem por conta de um problema elétrico. Depois, foi Kobayashi quem teve uma vantagem de 1min desmontada por um dos safety-cars que entraram em ação na prova. Após esse momento, os dois carros chegaram a parar juntos no pit-lane, mas Hartley se viu às voltas com o retorno do problema elétrico – o carro entrava em modo de proteção automaticamente.

Após uma última aproximação favorecida pelo safety-car que entrou na pista pela fortíssima batida de Thomas Laurent, Nakajima conseguiu encostar em López. Entretanto, como de costume, a marca de 40 minutos para o fim da corrida apontou o último pit-stop dos carros da fábrica japonesa e, assim, a janela para troca de posições foi fechada. O trabalho passava ser apenas levar os protótipos para casa.

O Rebellion #1 de Bruno Senna, Gustavo Menezes e Norman Nato, que dominara todos os treinos e a classificação do fim de semana, ficou distante e rapidamente caiu para longe, terminando uma volta atrás dos vencedores.

Filipe Albuquerque e Phil Hanson comemoram a vitória (Foto: United Autosports)

LMP2

Na outra classe de protótipos, a vitória ficou com o United Autosports #22 de Paul di Resta, Filipe Albuquerque e Phil Hanson. A batalha durante a maior parte da corrida foi com o Team Nederland, a equipe toda holandesa, no carro #29 de Giedo van der Garde, Job van Uitert e Frits van Eerd.

No fim das contas, contudo, os neerlandeses acabaram perdendo a segunda colocação para o Cool Racing #42 de Nicolas Lapierre, Antonin Borga e Alexandre Coigny.

Foi também o carro da Holanda, então guiado por Van Eerd, que tocou Laurent quando o piloto da Signatech Alpine se acidentou de maneira espetacular – mas saiu ileso – no carro que também conta com André Negrão.

Albuquerque/Hanson chegou aos 94 pontos e está quatro à frente de Gabriel Aubry/Will Stevens/Ho-Pin Tung.

Michael Christensen e Kévin Estre no #92 da Porsche (Foto: Porsche)

GTE Pro

Nos carros GT, Porsche, Aston Martin e Ferrari cresceram com o passar da corrida e tiveram rendimento para brigar pela vitória em algum momento, mas a disputa acabou ficando mesmo entre o Porsche #92 de Michael Christensen e Kévin Estre, que levou a melhor, e o Aston Martin #95 de Marco Sorensen e Nicki Thiim, em segundo.

O terceiro posto também foi resolvido de maneira bastante próxima, com o Aston Martin #97 de Alex Lynn e Maxime Martin 1s5 à frente da Ferrari de James Calado e Alessandro Pier Guidi.

Sorensen/Thiim estão na dianteira da competição com 109 tentos ante a 83 de uma importante desvantagem de Calado/Pier Guidi e Christensen/Estre.

Nicklas Nielsen, Emmanuel Collard e François Perrodo comemoram vitória em Spa (Foto: Reprodução/Twitter)

GTE Am

A Ferrari #83 de Nicklas Nielsen, Emmanuel Collard e François Perrodo ficou com a vitória com 2s9 de vantagem para o Dempsey-Proton #77 de Matt Campbell, Christian Ried e Riccardo Pera. O terceiro posto ficou com o TF Sport #90 de Jonatham Adam, Charlie Eastwood e Salih Yoluç.

O Project 1 #57, do qual Felipe Fraga faz parte, terminou com a sexta colocação da classe. Além de Fraga, Ben Keating e Jeroen Bleekemolen estão na máquina.

O trio Collard/Nielsen/Perrodo lidera o campeonato por com 85 pontos contra 83 de Adam/Eastwood/Yoluç.

O WEC continua daqui pouco mais de um mês com a adiada edição 2020 das 24 Horas de Le Mans, nos dias 19 e 20 de setembro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube