Toyota abre era dos hipercarros com vitória nas 6h de Spa. Brasileiros vão ao pódio

A Alpine flertou com a vitória, mas a era dos hipercarros do Mundial de Endurance começou da mesma forma que a de LMP1 se encerrou: com a Toyota dando as cartas. O carro #8, de Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley, levou a melhor

Bartholomé Perrin queimou a largada de maneira absurda em Jerez (Vídeo: Reprodução/Rookies Cup)

O sábado (1°) abriu uma nova era no Mundial de Endurance, mas ainda deixando uma sensação de déjà vu no público. A era dos hipercarros teve seu pontapé inicial com as 6 Horas de Spa-Francorchamps, que terminaram com vitória do Toyota #8, pilotado por Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley.

A vitória, entretanto, não veio de mão beijada para os japoneses. Para começo de conversa, o carro #7, que havia feito a pole, escapou da pista ainda na primeira metade da corrida e se viu uma volta atrás. O #8, por sua vez, recebeu 30s de punição por infração em um pit-stop. Isso deixou a Alpine #36, de André Negrão, Nicholas Lapierre e Matthieu Vaxivière na liderança e com chances reais de triunfo. O carro francês começou a perder terreno na reta final e, com um furo de pneu, teve de aceitar o segundo lugar com mais de 1 minuto de atraso para o #8.

A classe LMP2, que ficou surpreendentemente próxima da de hipercarros, terminou com vitória da United Autosports, equipe fundada por Zak Brown. Filipe Albuquerque, Philip Hanson e Fabio Scherer levaram o triunfo, apenas uma volta atrás do Toyota #8.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O trio do #8 venceu (Foto: Toyota)

Na LMGTE-Pro, que vem para 2021 com um grid inicialmente de apenas cinco carros, Kévin Estre e Neel Jani levaram a vitória pela Porsche. O destaque brasileiro fica por conta de Daniel Serra, que, ao lado de Miguel Molina, conseguiu o terceiro lugar e também levou um troféu para casa.

Na LMGTE-Am, por sua vez, o sucesso foi da Ferrari. O #83 de François Perrodo, Nicklas Nielsen e Alessio Rovera foi o primeiro a ver a bandeira quadriculada. O Aston Martin #33 de Felipe Fraga, Ben Keating e Dylan Pereira surgiu em segundo, 44s atrás.

O WEC agora tira um mês e meio de férias antes da segunda etapa da temporada 2021. A categoria vai para Portugal, onde realiza em 13 de junho as 8 Horas de Portimão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube