Vautier abre domingo com volta mais rápida dos treinos para 24 Horas de Daytona. Norris supera Alonso novamente

Tristan Vautier colocou na tabela de tempos a volta mais baixa do fim de semana de atividades na pista de Daytona. O francês carregou o Cadillac #90 para a ponta logo à frente do mais uma vez veloz Filipe Albuquerque, do trio de Christian Fittipaldi. Lando Norris cravou a melhor volta do trio de Fernando Alonso e ficou na 11ª posição

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Os tempos continuam a cair no fim de semana de atividades para as 24 Horas de Daytona. Neste domingo (7), na sessão de abertura do dia e sexta no total, Tristan Vautier cravou 1min36s960 e ficou com a liderança para o Cadillac #90 da Spirit of Daytona, que divide com Matthew McMurray e Eddie Cheever III.

 
A primeira posição ficou por pouco com Vautier. Apenas 0s021 atrás, Filipe Albuquerque colocou o #5 da Action Express – que tem Christian Fittipaldi e João Barbosa como titulares. Renger van der Zande também ficou bem próximo, somente 0s170 atrás da liderança. E deixou outro Cadillac, o #10 da Wayner Taylor que racha com Jordan Taylor e Ryan Hunter-Reay, no terceiro posto.
 
O quarto colocado foi Ricky Taylor, descolando a melhor colocação dos treinos até aqui para um dos carros da Penske Acura – o #7, que também tem Helio Castroneves e Graham Rahal. Mais uma vez rápido, Felipe Nasr encaixou o quinto tempo para o #31 da Action Express. A outra Penske, a #6 de Juan Pablo Montoya e Simon Pagenaud, foi posta no sexto lugar com a volta de Dane Cameron.
 
A parceria de Lance Stroll ficou na oitava colocação, mas impulsionada pela volta rápida de Robin Frijns. Já Fernando Alonso foi à pista com o #23 da United Autosports, mas Lando Norris andou mais forte e ficou com a 11ª colocação geral. 
 
Os outros brasileiros dos protótipos ficaram atrás. Com Nicolas Lapierre como o mais veloz, o #22 da Tequila Patrón e que conta com Pipo Derani, terminou em 12º. Bruno Senna, por sua vez, foi o mais veloz do #32 da United Autosports, mas ficou apenas em 17º.
O #90 da Spirit of Daytona guiado por Tristan Vautier (Foto: Spirit of Daytona)
O Ford GT da Ganassi voltou a pontear a classe GTLM. Foi o #66 dessa vez, com Joey Hand – parceiro de Sébastien Bourdais e Dirk Muller – o autor da volta líder: 1min44s132. Oliver Gavin, com o Corvette #4, impediu uma dobradinha da Ganassi e se colou a menos de 0s1 do líder. Gavin tem Tommy Milner e Marcel Fässler como companheiros. O terceiro posto, sim, foi de outra Ganassi. Ryan Briscoe foi o autor da melhor volta do trio que conta com Scott Dixon e Richard Westbrook.
 
Entre os GTD, Andrea Caldarelli marcou 1min47s913 e confirmou a liderança para o Lamborghini Huracán #48 da Paul Miller – que também conta com Bryan Sellers e Madison Snow. Colado nele, apenas 0s081 atrás, ficou Andy Lally e o Audi R8 #44 da Magnus. Franck Perera foi o terceiro mais veloz a bordo de outro Lamborghini Huracán, esse da GRT Grasser. Daniel Serra foi o mais rápido com a Ferrari #51 Spirit of Race e fechou no sexto posto da categoria. 
 
Os treinos seguem pelo domingo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube