eSports

eGP às 10: eSports vira carta na manga para dois tipos de pilotos: os com e os sem futuro nas pistas

Pilotos de automobilismo virtual podem não ter muitos pontos em comum com os da 'vida real', mas algo está claro para Thiago Izequiel. No eGP às 10, Izequiel defende que as duas 'classes' vivem em uma era em que o simulador virou carta na manga, sendo benéfico e quase obrigatório para seguir evoluindo em termos de performance

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
O eSports já faz parte do mundo do automobilismo, que aproveita simuladores como uma forma de maximizar rendimento de carros e pilotos. Cada vez mais popular, a modalidade se tornou abrangente. E, aos olhos de Thiago Izequiel, para atender duas classes distintas de pilotos: no eGP às 10 deste sábado (16), Izequiel defende que tanto pilotos que seguem com uma carreira profissional nas pistas reais quanto pilotos que encontraram na simulação uma forma de seguir adiante são capazes de evoluir com o eSports.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.