carregando
eSports

Hamilton deixa eSports de lado e decide “correr contra si mesmo” em videogame

O desafio de encarar outros pilotos de ponta em torneios de eSports não encantou Lewis Hamilton. O britânico revelou que, através do videogame Gran Turismo, tem focado apenas em superar seus próprios tempos de volta em pistas virtuais

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
Lewis Hamilton ainda não deu as caras em competições de eSports durante a pandemia do coronavírus. O britânico até tem um simulador e alguma experiência na área, mas não se encantou com a proposta de competir contra outros pilotos de ponta. Ao invés disso, um desafio mais ‘old-school’: Lewis revelou que passa o tempo jogando o videogame Gran Turismo e tentando superar seus próprios tempos de volta.
 
“Não penso em ficar pilotando tanto em simuladores, mas o Gran Turismo e a Sony me mandaram a estrutura inteira”, disse Hamilton. “Eu cresci jogando Gran Turismo, gastando horas para juntar dinheiro e comprar todos os carros, e foi uma ótima oportunidade fazer algo ao lado deles. Eu venho trabalhando com eles nesses últimos anos e agora tenho esse desafio de superar meus tempos. Eu corro contra mim mesmo, tentando superar minha próprias voltas. Está sendo frustrante pra caramba, porque acho que minhas voltas já são bem decentes”, brincou.
Lewis Hamilton acelera nas pistas virtuais enquanto não pode nas reais (Foto: Mercedes)
A franquia Gran Turismo teve primeiro lançamento em 1997, quando Hamilton ainda tinha 12 anos. O britânico cresceu  cercado de jogos ligados a carros e esporte a motor, mas se distanciou tão logo a carreira de piloto real decolou. Mais de 20 anos depois, Lewis tem a chance de acelerar sua própria Mercedes nas pistas virtuais. 
 
“É uma das coisas mais legais. Eu cresci com jogos da F1 e mal podia esperar para ter meu carro lá. Quando cheguei na F1, já tinha parado com jogos de corrida, por algum motivo. É incrível pensar em como as coisas evoluíram, que o carro que eu e minha equipe desenvolvemos com o passar dos anos está nesse jogo”, encerrou.

Hamilton tem tempo livre para isso no mínimo até 5 de julho. É quando a Fórmula 1 planeja abrir a temporada 2020 com o GP da Áustria. A corrida no Red Bull Ring será sem público, motivo de lamento para o hexacampeão.
 
Paddockast #60
OS PIORES PILOTOS DA HISTÓRIA DA F1


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.