Por diversidade, Fórmula 1 eSports cria disputa 100% feminina por vaga na final

Mulheres terão um torneio separado valendo vaga na fase final do processo seletivo do F1 eSports. O campeonato virtual teve grids 100% masculinos em suas quatro temporadas

Lucas Di Grassi se envolve em acidente e abandona segundo eP de Roma (Vídeo: FE)

As quatro primeiras temporadas do F1 eSports tiveram grids 100% masculinos em suas respectivas finais. Em 2021, a história é outra: o campeonato virtual anunciou nesta segunda-feira (12) um campeonato separado entre mulheres, levando uma pilota virtual a alcançar a fase final do processo seletivo.

Participantes femininas terão de brigar para ver quem consegue fazer a melhor volta no videogame F1 2020, isso em pista e condições ainda não reveladas. A mais rápida avança para o grupo de finalistas e fica à disposição de uma das dez equipes, exatamente as mesmas da F1 verdadeira. Estas têm a opção de mudar seus pilotos a cada temporada. Não há garantias, entretanto, de que a mulher finalista vá de fato ser selecionada e entrar no seleto grupo de 20 pilotos que disputam o campeonato de eSports.

A Fórmula 1 busca mais diversidade no eSports (Foto: Divulgação)

No anúncio, a F1 afirmou que a mudança faz parte da iniciativa We Race As One (Corremos como um só, em tradução literal). A presença feminina nos eSports ainda é tão limitada quanto no automobilismo real, apesar de algumas mulheres serem eventualmente convidadas para correr nas provas extra campeonato realizadas durante a pandemia do coronavírus, sem valer premiação ou pontos.

Jarno Opmeer, da Alfa Romeo, é o atual campeão da F1 eSports. O holandês começou a disputa de 2020 de forma fulminante e derrotou Frederik Rasmussen.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube