FE

Bird aproveita erro de favoritos e garante pole da F-E em Buenos Aires. Senna bate e Buemi roda

Nem Sébastien Buemi, nem Lucas Di Grassi, nem as Dragon de Loïc Duval ou Jérôme D'Ambrosio. Os pilotos que andam se destacando nas classificações da temporada da F-E ficaram para trás sem sequer disputarem a superpole da classificação de Buenos Aires. Coube a Sam Bird o papel de pole
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Vergne (Foto: F-E)

E quem vai dizer que o eP de Buenos Aires não vai ser emocionante? Os líderes do campeonato passaram apuros na classificação para a corrida na capital argentina deste sábado (6), vão largar atrás de muita gente e terão trabalho pesado a fazer para pontuar da forma ideal na Argentina. Enquanto a briga de gato e rato se forma, caberá a Sam Bird e Nicolas Prost dividir a primeira fila.

Bird levou a vantagem de ser um relógio. Enquanto todos vão se acostumando a andar mais lento na superpole, o inglês da Virgin fez um tempo quase igual e até um pouco mais rápido. 0s054 mais veloz, para ser preciso. Se não voltar a sofrer com problemas de confiabilidade, Sam pode mostrar que a recuperação da Virgin é para valer.

"Mas o que foi que aconteceu com os líderes?", o leitor deve estar se perguntando. Sébastien Buemi e Lucas Di Grassi não chegaram a uma vaga na superpole. Di Grassi não achou uma volta rápida o bastante, ficou atrás do estreante Mike Conway e da Andretti de Robin Frijns e larga no sétimo lugar. Buemi cometeu um erro feio em sua volta, rodou e vai largar na última colocação. Nem quem bateu no muro ficou atrás do suíço líder do campeonato.
Atualmente, nem quando o resultado é bom Nicolas Prost se salva de algum tipo de decepção. Se ao menos em rendimento o francês pode rivalizar com Buemi e Di Grassi, a dificuldade de aproveitar chances desmonta qualquer chance que tenha de brigar no longo prazo. Nicolas tinha tudo para a pole, mas errou no fim da sua volta na fase final do treino e vai largar na segunda colocação.

As batidas do dia ficaram por conta de Bruno Senna e Salvador Durán - que bateram com segundos de separação. Os dois vinham no mesmo terceiro grupo e tinham chance de aproveitar um festival de erros pelo pelotão. Mas aí Senna se deparou com o muro da curva quatro, enquanto Durán bateu logo antes. Entre os dois carros, o mais difícil de ser reparado, ao menos visualmente, era a Aguri do mexicano. 
 
António Félix da Costa, Stéphane Sarrazin e Mike Conway fecharam o top-5 da superpole, enquanto Frijns, Di Grassi, Daniel Abt, Nelsinho Piquet e Jérôme D'Ambrosio fecham o top-10.

O eP de Buenos Aires larga às 17h (horário brasileiro de verão).

Confira como foi a classificação:
Stéphane Sarrazin (Foto: F-E)
Sarrazin bate Bird na briga pela superpole
 
Grupo 1 - Jean-Éric Vergne, Stéphane Sarrazin, Sam Bird, Nick Heidfeld e Mike Conway
 
Depois de toda a discussão sobre sua saúde e nenhuma volta rápida nos treinos livres, JEV foi o primeiro a sair para a pista. A Virgin mostrou boas condições com Bird, mas Vergne não tinha muito o que fazer depois dessa desvantagem e marcou um 1min10s5 que jamais seria o bastante para a superpole.
 
Quem também teve a participação na dúvida até ontem, Heidfeld, foi o segundo a dar volta rápida, mas também ficou longe. A temporada da Mahindra, inclusive, parece o oposto da Virgin.
 
Os outros três pilotos na pista, porém, andaram muito forte. Bird mostrou novamente que vai brigar pelas primeiras posições e cravou 1min09s4. E o novato Conway, rápido como sempre, ratificou a decisão da Venturi de o colocar no lugar de Villeneuve: 1min09s6. 
 
Quem voou, no entanto, foi Sarrazin - cada vez melhor nas classificações. O francês passou e deixou 1min09s2 no relógio. Embora ainda faltassem 13 pilotos darem suas voltas rápidas, bater Bird na briga pela superpole já foi um grande passo.
 
Buemi erra feio e vai sair em último
 
Grupo 2 - Nicolas Prost, Loïc Duval, Simona de Silvestro, Sébastien Buemi, Daniel Abt
 
As duas e.dams transformavam o segundo grupo no mais interessante automaticamente. Ainda mais com Duval junto. Só que Prost correu para dar a primeira volta rápida e, pasmem, não bateu Sarrazin. Mais que isso: bateu Bird por apenas 0s001.
 
Simona não fez um grande trabalho mesmo após andar forte no TL2. Mas bateu JEV, enquanto Duval decepcionou um pouco e não conseguiu trabalhar abaixo de 1min10s. Abt, também nada impressionante, ficou com a quinta colocação geral.
 
E Buemi? O líder do campeonato, maior pole-position da história da F-E, errou na volta rápida. Rodou e não conseguiu fechar na briga. Seu 1min19s421, salvo algum outro erro grave, é bom o bastante apenas para o último lugar. 
Senna bateu no treino classificatório em Buenos Aires (Foto: Reprodução/TV)
Prazer, muro
 
Grupo 3 - Nelsinho Piquet, Bruno Senna, Robin Frijns e Salvador Durán
 
Na realidade, o terceiro grupo do treino de classificação ficou mais marcado pelo que não aconteceu do que pelo que aconteceu. Porque não havia, mesmo, grandes expectativas de que o pole saísse do grupo, mas que metade nem rodasse rápido foi um pouco demais.
 
Frijns foi o primeiro a sair do pit-lane - e, por conseguinte, o primeiro a dar volta. E foi bem melhor, de novo, que Simona. Andou até que forte e fez P5. Deve ser o suficiente para mantê-lo ao menos numa das quatro primeiras filas.
 
Depois, Piquet saiu e garantiu um sétimo lugar sólido. Assim como Frijns, hora de olhar para quem vinha por aí no grupo final - e Nelsinho ficou com boas chances de sair entre os dez primeiros.
 
Só que Senna e Durán, que fechariam a chave, foram os dois ao muro em partes diferentes do traçado. Bruno pegou com certa força na curva 4; Salvador, já em bandeira vermelha, em outro ponto. Mas como a volta de aquecimento da bateria para ambos foi mais rápida que a de Buemi, ainda saem na frente do suíço. Isso, claro, se largarem, vide Villeneuve no Uruguai.

Nada do que se esperava

Grupo 4 - Lucas Di Grassi, Jérôme D'Ambrosio, Oliver Turvey e António Félix da Costa
 
As surpresas comeram soltas nesta classificação em Buenos Aires. O grupo mais forte não correspondeu às expectativas. Os dois primeiros na pista foram o P2 e P3 no campeonato. D'Ambrosio primeiro, mas, assim como o companheiro Duval, não conseguiu fazer mais que um tempo intermediário. No fim das contas, após tomarem a primeira fila em Punta del Este, as Dragon saem em P10 e P12 em Buenos Aires. 
 
Quem veio na sequência foi Di Grassi, com tudo para largar na frente e sumir antes que Buemi pudesse revidar. Nada feito. O vice-líder da temporada nem conseguiu ser rápido o bastante para a superpole, fazendo o sexto tempo geral e que viraria sétimo segundos depois.
 
Sétimo porque Félix da Costa, sim, respondeu. O português engrenou e levou a Aguri ao segundo posto da primeira parte da classificação, mais que bom o bastante para voltar à superpole.
 
Turvey, assim como Piquet, foi sólido. Fez o 11º tempo e vai largar em Puerto Madero com boas chances de pontos.
 
Os resultado das Dragon, de Di Grassi e Buemi deram a chance do estreante Conway ir à superpole com o quinto tempo geral. Sarrazin, Félix da Costa, Prost e Bird foram os outros quatro.
Sam Bird em Buenos Aires (Foto: FIA F-E)
'Nóis que voa'

Superpole
 
A primeira volta da superpole coube ao quinto mais rápido, Conway. O veloz inglês não conseguiu chegar sequer perto do que fez na primeira parte da classificação, passou longe. Pelo menos o top-5 estava garantido. 
 
Em seguida, Sam Bird. E este, sim, um relógio. Cravou 1min09s420 onde antes tinha feito 1min09s474, pulando para frente e restando a ele torcer contra o trio que ainda teria chance.
 
Primeiro, Prost. O francês começou a volta voando, passou as duas primeiras parciais com sobras, mas no fim das contas não baixou de 1min09s7. Ponto para Bird, que seguia na liderança.
 
Félix da Costa fez um tempo bem similar ao de Prost, ótimo para a Aguri, mas não para a pole. E Sarrazin, por fim, também falhou. Pole para Bird, com Prost ao seu lado na primeira fila.

F-E, Buenos Aires, Superpole:

1 SAM BIRD ING VIRGIN 1:09.420   3
2 NICOLAS PROST FRA E.DAMS 1:09.751 +0.331 3
3 ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA POR AGURI 1:09.761 +0.341 3
4 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI 1:10.298 +0.878 3
5 MIKE CONWAY ING VENTURI 1:12.391 +2.971 3

F-E, Buenos Aires, Fase de Grupos:

1 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI 1:09.236   4
2 ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA POR AGURI 1:09.381 +0.145 4
3 NICOLAS PROST FRA E.DAMS 1:09.473 +0.237 4
4 SAM BIRD ING VIRGIN 1:09.474 +0.238 4
5 MIKE CONWAY ING VENTURI 1:09.602 +0.366 4
6 ROBIN FRIJNS HOL ANDRETTI 1:09.616 +0.380 4
7 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT 1:09.677 +0.441 4
8 DANIEL ABT ALE AUDI ABT 1:09.814 +0.578 4
9 NELSINHO PIQUET BRA CHINA 1:09.931 +0.695 4
10 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL DRAGON 1:10.067 +0.831 4
11 OLIVER TURVEY ING CHINA 1:10.126 +0.890 3
12 LOÏC DUVAL FRA DRAGON 1:10.130 +0.894 3
13 NICK HEIDFELD ALE MAHINDRA 1:10.321 +1.085 4
14 SIMONA DE SILVESTRO SUI ANDRETTI 1:10.446 +1.210 4
15 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA VIRGIN 1:10.581 +1.345 4
16 BRUNO SENNA BRA MAHINDRA 1:11.306 +2.070 3
17 SALVADOR DURÁN MEX AGURI 1:13.256 +4.020 2
18 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS 1:19.421 +10.185 4
 
VEJA A EDIÇÃO #15 DO PADDOCK GP, COM LUCAS DI GRASSI