FE

Buemi se reencontra com boa atuação na F-E e vence eP de Berlim. Di Grassi é 3º e segue líder do campeonato

Depois de meses de desventuras e bastante falta de competência, Sébastien Buemi voltou a ver seu talento sorrir para ele durante o eP de Berlim deste sábado (21). O suíço foi agressivo desde o início e, uma vez que se estabeleceu na ponta, desapareceu para vencer de forma inconteste
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Sébastien Buemi (Foto: Adam Warner/LAT/F-E)

Sébastien Buemi voltou, enfim, a ser o piloto dos melhores dias. Vai sorrir mais e reclamar menos, provavelmente, nos próximos dias. O suíço foi perfeito na prova desde o começo. Atacou Jean-Éric Vergne de forma limpa, passou, perdeu e voltou. Quando conseguiu se estabelecer na ponta, aí desapareceu como não se costuma ver na F-E. Buemi ainda não é líder, mas voltou a mostrar que pode ser o campeão.

Diante da torcida da casa, Daniel Abt conseguiu ficar com o segundo lugar, mas não é da graça para a torcida que lembrarão. Quando atacado pelo companheiro e líder do campeonato Lucas Di Grassi, todo mundo acreditava que Daniel daria passagem. Não deu, pois, e terminou com o segundo posto. Valentia demonstrada pelo jovem piloto alemão, que vem crescendo na F-E.

Na terceira colocação, mas com medo, fica Di Grassi. Isso porque Lucas terminou a corrida sob investigação por ter passado da velocidade permitida durante o momento de bandeira amarela em toda a pista. Caso seja punido, será mais uma série de pontos perdidos depois do final de uma prova. Com o que está posto neste momento, porém, Lucas ainda lidera o campeonato por um ponto.
Buemi começou na frente (Foto: Renault e.dams)
Nicolas Prost faz uma temporada cada vez pior. Hoje nem conseguiu segurar Di Grassi, que logo o passou. Chega em quarto, mas sabendo que teve outro dia que termina com balanço negativo. Jean-Éric Vergne, apesar do bico suicida que se soltou no meio da pista, fica com o quinto lugar. Robin Frijns, Nick Heidfeld, Mike Conway, Simona de Silvestro e Stéphane Sarrazin também pontuaram, bem como Bruno Senna, que fez a melhor volta.

Sem o cancelado eP de Moscou, os dias 2 e 3 de julho marcam a rodada dupla em Londres que encerra a temporada. Apenas um ponto separa Di Grassi, ainda líder, de Buemi. São 60 pontos ainda em voga.

Confira como foi o eP de Berlim:

A corrida já começou com uma confusão prévia, causada pelas punições dadas a Bruno Senna, Nick Heidfeld, Jérôme D'Ambrosio e Stéphane Sarrazin e o reordenamento do grid. Sarrazin partiu dos boxes.
 
O mundo sabia que Sébastien Buemi atacaria Jean-Éric Vergne na primeira curva - e assim foi. Buemi fez o serviço muito bem e passou. Lucas Di Grassi se aproveitou para ganhar posições das duas China e pular para o sexto posto.
Fora ultrapassagens, a largada também teve toques. Lá atrás, Senna tocou René Rast e fez com que o estreante ficasse com a asa traseira quebrada. Um pouquinho depois, o toque foi na frente entre Sam Bird e Daniel Abt - o inglês também ficou a asa sacudindo. Nelsinho Piquet e Oliver Turvey também se envolveram.
 
Vergne não aceitou de forma suave que perdesse a ponta e atacou Buemi de volta para recuperar a primeira colocação. Segurou pouco tempo, visto que logo Buemi passou de novo e levou junto Abt. A ultrapassagem da corrida aconteceu atrás, com Robin Frijns mergulhando lindamente para cima de Loïc Duval.
 
Então a direção de prova começou a atuar. Primeiro Rast, depois Bird e as China foram ordenadas a ir aos boxes. Sam ficou nervoso, disse no rádio que estava tudo bem e que não precisava, mas não teve jeito. Precisou perder completamente as chances de participar da briga na frente.
 
Eis que a decisão do FanBoost saiu: Buemi, Sarrazin e Heidfeld.
 
Na volta 22, Vergne atropelou a zebra e perdeu a haste protetora do pneu - que caiu no meio da pista. Também recebeu a bandeira preta com disco laranja, indicativa de obrigação de ir aos boxes, mas ainda estava na pista se defendendo de Nicolas Prost quando atacou outra zebra e aí perdeu o bico completo.  
Hora de trocar os carros, volta 25, e Di Grassi conseguiu ganhar a quarta colocação. Buemi sumira na frente, já tinha 8s5 de frente para Abt e apenas um problema incomum o tiraria da posição de vencedor do eP de Berlim.
 
Para que limpassem a pista e retirassem os enormes detritos de Vergne que lá estavam, bandeiras amarelas em toda pista. Por excesso de uso de energia, Duval foi mandado a cumprir um drive-through.
 
Na disputa pela nona colocação, Sarrazin atacou Simona de Silvestro, mas acabou passando ao cortar a chicane. Como de praxe, precisou devolver a posição para a suíça.
 
Só que Di Grassi chegou a Prost para atacar. Nicolas deu o lado de fora para o brasileiro na curva 1, saiu melhor, mas não durou muito. Logo Lucas conseguiu contornar e deixar o rival para trás. Agora, era o companheiro Abt quem estava à frente de Lucas.
 
A corrida parecia se encaminhar em favor de Di Grassi, quando chegou a informação de que o #11 estava sob investigação por passar da velocidade permitida durante a bandeira amarela de pista inteira. Piquet, lá atrás, também era investigado.
Companheiro de Di Grassi no WEC, Duval, saiu de traseira na volta 43 e acabou pegando em cheio no muro. Fim de corrida para ele, evidentemente, e nova bandeira amarela - agora normal - para emparelhar o grid. Um pouco antes, Senna havia rodado e se recuperado. A torcida gostou, inclusive.

A relargada conteceu a duas voltas do final. Buemi, claro, nem teve com o que se preocupar e só levou o carro à vitória. Mas o jogo de equipe da Audi ABT se desenhava com Di Grassi na traseira de Abt. Nada feito, porém, porque Daniel se segurou e terminou com o segundo lugar. Lucas foi mesmo o terceiro, mas saiu ainda líder, um ponto à frente de Di Grassi.

F-E, eP de Berlim:

1 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS   48 voltas
2 DANIEL ABT ALE AUDI ABT +1.767  
3 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT +2.381  
4 NICOLAS PROST FRA E.DAMS +3.328  
5 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA VIRGIN +4.927  
6 ROBIN FRIJNS HOL ANDRETTI +6.501  
7 NICK HEIDFELD ALE MAHINDRA +7.700  
8 MIKE CONWAY ING VENTURI +8.305  
9 SIMONA DE SILVESTRO SUI ANDRETTI +12.473  
10 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI +13.241  
11 SAM BIRD ING VIRGIN +1 volta  
12 OLIVER TURVEY ING CHINA +1 volta  
13 NELSINHO PIQUET BRA CHINA +1 volta  
14 MA QING HUA CHI AGURI +14.833  
15 BRUNO SENNA BRA MAHINDRA +2 voltas  
16 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL DRAGON +3 voltas  
17 RENÉ RAST ALE AGURI +6 voltas  
18 LOÏC DUVAL FRA DRAGON +9 voltas  

PADDOCK GP #29 RECEBE PIPO DERANI E DEBATE GP DA ESPANHA DE F1