FE
23/09/2016 08:21

Chefe da F-E se anima com possibilidade e afirma que “amaria” ver Massa na categoria: “Somos uma alternativa real”

Felipe Massa está na pista para negócio e Alejandro Agag já se aproximou com algum copo de vodka e energético. Seria mais ou menos essa a analogia de matinês ao que está havendo. Fora da F1 em 2017, Massa está sendo cortejado por outras categorias - e a F-E é uma delas
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Boxes antes da largada em Londres (Foto: Getty Images)

O futuro de Felipe Massa é um dos assuntos mais quentes do mundo do esporte a motor. Depois de anunciar que deixa a F1 ao final de 2016, o destino do piloto da Williams está sendo especulado ao quatro ventos. Especialmente depois de Massa ventilar WEC, DTM e F-E como suas possibilidades. Se dependesse da F-E, porém, ele podia fechar um contrato imediatamente.
 
O diretor-executivo da categoria dos monopostos elétricos, Alejandro Agag, afirmou que ficaria muito feliz se Massa corresse para lá ao deixa a F1. Contou que, assim que viu a aspa de Felipe sobre a F-E como possibilidade, mandou uma mensagem para o piloto tentando uma conversa mais próxima. 
 
"Quando eu o ouvi dizendo [que a F-E era um dos alvos], mandei um WhatsApp e falei que deveríamos nos encontrar", contou ao jornal espanhol 'El Confidencial'. "Eu amaria que ele viesse para cá. Na realidade os times escolhem seus pilotos, mas eu iria adorar que alguém com tamanha qualidade viesse para a F-E", confessou.
 
O que também impressionou Agag sobre a questão foi ver que mesmo para um piloto do calibre de Massa, a F-E vai se tornando cada vez mais uma alternativa que rivaliza com categorias há muito tempo estabelecidas como DTM e WEC.
Felipe Massa (Foto: Williams)
"Ele também mencionou o WEC e o DTM, mas o fato de um piloto como ele dizer que quer se juntar a nós significa que somos uma alternativa real aos adultos", seguiu.
 
Durante a semana, Agag esteve em Nova York para o evento que reuniu o prefeito da cidade, Bill de Blasio, e o presidente da FIA, Jean Todt, no anúncio de que a F-E vai se tornar, a julho do ano que vem, a primeira categoria chancelada pela FIA a correr num dos cinco distritos da Cidade que Nunca Dorme. O traçado está no Brooklyn.
 
PADDOCK GP #47 DISCUTE F1, FINAL DA INDY E FALA SOBRE ALEX ZANARDI