FE

D'Ambrosio aproveita erro de Buemi e crava segunda pole do ano na estreia da F-E na Cidade do México. Di Grassi é 3º

O domínio é das e.dams, verdade, mas a Dragon sempre dá um jeito de se esgueirar. Sébastien Buemi errou, e Jérôme D'Ambrosio mostrou fibra e velocidade para completar ser pole em treino marcado também por pancada forte de Nelsinho Piquet
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Jérôme D'Ambrosio (Foto: Adam Warner/LAT/F-E)

Os rivais mais próximos foram piorando seus tempos na superpole e aí chegou a hora de Sébastien Buemi. Mas o líder do campeonato da F-E errou, travou os pneus e sobrou para Jérôme D'Ambrosio a posição de honra do eP da Cidade do México. O belga foi o único a melhorar sua volta na superpole, muito mais que o suficiente para cravar a segunda pole-position do ano - a outra tendo sido em Punta del Este.

Ao lado dele na primeira fila vai estar Nicolas Prost. O francês conseguiu o que é cada vez mais raro: chegar à frente de Sébastien Buemi. O #9 piorou sua volta em relação à fase classificatória do treino, é bem verdade, mas os outros três fizeram ainda pior.

Lucas Di Grassi e Daniel Abt são terceiro e quarto colocados sem brilho, mas com absoluta certeza o brasileiro não vai reclamar da sorte. Estar em vantagem em relação a Sébastien Buemi pesa positivamente no resultado.
Jérôme D'Ambrosio (Foto: Getty Images)
Buemi, mais rápido que foi na fase classificatória, foi o último a ir à pista - e dando a impressão de que era imbatível. Talvez fosse, caso não se atrapalhasse. Ele errou logo no início da volta rápida, então o resultado foi explicitado. D'Ambrosio fica com os três pontos da pole e volta ao quarto lugar do campeonato.

Para Buemi, não que seja estranho ter de recuperar posições - ele já fez isso outras vezes durante esta temporada. Provavelmente é o que vai salvando o ano, aliás, em termos de competitividade. A Cidade do México apresenta mais uma chance de um show do suíço.

Confira como foi o treino de classificação:

Vergne lidera grupo desanimado
 
Grupo 1 - Jean-Éric Vergne, Stéphane Sarrazin, Loïc Duval e Nick Heidfeld:
 
Três dos quatro pilotos presentes no primeiro grupo estiveram, por curiosidade, nesta mesma posição em Buenos Aires. Boa parte da classe média da F-E estava representada, visto que Mahindra, Virgin, Dragon e Venturi tinham um representante cada.
 
E quem anda passando muito bem nas classificações, Sarrazin, não foi bem. Passou com 1min04s583. O que aconteceu, no entanto, é que todos do grupo passaram com tempos altos. Ninguém conseguiu baixar do 1min04s - como seis pilotos fizeram no TL2.
 
Dentro o que foi possível, Vergne andou na frente com 1min04s268. E foi uma boa vantagem para Duval, até. O compatriota francês anotou 1min04s492, enquanto o única não-gaulês do grupo, Heidfeld, ficou com o terceiro tempo do grupo. 
Jean-Éric Vergne (Foto: F-E)
Buemi e Di Grassi não decepcionam
 
Grupo 2 - Jérôme D'Ambrosio, Sébastien Buemi, Lucas di Grassi e Bruno Senna:
 
A pressa era tamanha que Buemi embicava na traseira de Di Grassi para abrir espaço e fazer sua volta rápida. Até que o suíço percebeu que não ia dar certo e deixou o rival abrir. Mas sem problemas o grupo passou de passagem.
 
Isso porque D'Ambrosio conseguiu rapidamente baixar de 1min04s: fez 1min03s992 e melhorou em relação a todo mundo do grupo inicial com muitas sobras. 
 
Mesmo assim, o belga da Dragon só terminou como o terceiro mais veloz do grupo - e com plenas chances de ir para a superpole. Porque foram os líderes do campeonato que tomaram de assalto. Di Grassi foi 0s002 mais rápido, sendo momentaneamente o líder.
 
Só que nem deu para comemorar muito. Buemi cravou 1min03s667, o que não é o tempo mais rápido do dia, mas o suficiente para fazer o favorito na Cidade do México garantir seu lugar na próxima fase do treino.
 
Ponto negativo para Senna, que travou as rodas na entrada da primeira chicane, rodou e tocou a barreira de contenção. Sobrou uma suspensão quebrada e o último lugar para o piloto que não marcou tempo.
 
Prost mostra que há vida no #9

Grupo 3 - Nicolas Prost, Simona de Silvestro, Daniel Abt, Oliver Turvey e António Félix da Costa:
 
Diferente do companheiro, Prost conseguiu correr para a pista na frente dos rivais. E, ao contrário do que tem feito na maior parte, o piloto da e.dams não decepcionou: marcou 1min03s877 e foi ao segundo lugar geral, se garantindo na superpole.
 
Abt, na sequência, decepcionou. Aliás, ele e Turvey vinham sendo extremamente rápidos nos treinos livres e não conseguiram fazer o mesmo na hora da definição do grid. Abt fez o quinto tempo, se colocando momentaneamente na superpole, mas não conseguiu baixar do 1min04s. Turvey foi péssimo, errou e ficou sem tempo rápido.
 
Simona ficou na frente dos problemáticos com o 11º lugar geral, enquanto Félix da Costa, após problemas de bateria da Aguri no começo do dia, conseguiu se pôr no sétimo lugar.
A pancada de Piquet destruiu o carro da China (Foto: Reprodução/Twitter)
Pancada de Piquet é destaque em grupo fraco


Grupo 4 - Nelsinho Piquet, Sam Bird, Mike Conway, Salvador Durán e Robin Frijns
 
Piquet se apressou para sair logo e não ser atrapalhado na pista do Hermanos Rodríguez. Mas a estratégia acabou por não dar muito certo, porque os freios e pneus frios tiveram um custo. Piquet simplesmente não conseguiu virar na entrada da chicane e teve uma batida bem poderosa na barreira de contenção. Tudo bom com ele, mas preocupante quanto à preparação do carro para a segunda equipe.
 
"Eu estava tentando encontrar o limite do carro, e acredito que achei", brincou ao voltar aos boxes.
 
Só que a sujeira da pista fez a sessão parar com bandeira vermelha por alguns minutos.

Depois de mais de dez minutos de paralisação, o grupo foi à pista e não conseguiu grande coisa. Bird não andou muito bem até aqui na Cidade do México, mas mesmo assim foi o mais rápido: 11º colocado.
 
Frinjs e Conway, que fizeram suas voltas parecendo kartistas, ficaram nas posições 13 e 14, respectivamente. O holandês ainda foi atrapalhado por quem vinha em volta de boxes à sua frente. Durán também não empolgou sua torcida e foi o 15º.
 
Desta forma, Buemi, Prost, Di Grassi, D'Ambrosio e Abt iam à superpole, enquanto Vergne, Félix da Costa, Duval, Heidfeld e Sarrazin encerravam o top-10.

Buemi erra, Prost e Di Grassi pioram voltas, e D'Ambrosio fica com pole

Superpole
 
Abt novamente foi à pista para sair deixando uma má impressão. A última vaga da superpole sobrou para ele, mas não mostrou muito com o 1min04s335. Tirando um possível erro, apenas o P5 sobraria para ele. D'Ambrosio apareceu na sequência para mostrar muita força. O 1min03s705 não foi o tempo mais rápido do dia, mas foi melhor que ele havia feito por quase 0s3. 

Aliado ao bom desempenho dele, as peças foram começando a se encaixar. Di Grassi passou acima de 1min04, assim como Prost. Com D'Ambrosio tendo garantido a primeira fila, então era a hora de Buemi mostrar quem manda. Ou não. O suíço errou feio, escapou do traçado e ficou sem chances de brigar. Assim como em Punta del Este, pole para D'Ambrosio!

 
1 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL DRAGON 1:03,705   3
2 NICOLAS PROST FRA E.DAMS 1:04,013 +0,308 3
3 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT 1:04,023 +0,318 3
4 DANIEL ABT ALE AUDI ABT 1:04,335 +0,630 3
5 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS 1:05,183 +1,478 3
 
 
1 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS 1:03,667   4
2 NICOLAS PROST FRA E.DAMS 1:03,887 +0,220 4
3 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT 1:03,990 +0,323 4
4 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL DRAGON 1:03,992 +0,325 4
5 DANIEL ABT ALE AUDI ABT 1:04,077 +0,410 4
6 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA VIRGIN 1:04,268 +0,601 4
7 ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA POR AGURI 1:04,371 +4,371 4
8 LOÏC DUVAL FRA DRAGON 1:04,492 +0,605 4
9 NICK HEIDFELD ALE MAHINDRA 1:04,523 +0,636 4
10 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI 1:04,583 +0,696 4
11 SAM BIRD ING VIRGIN 1:04,594 +0,707 6
12 SIMONA DE SILVESTRO SUI ANDRETTI 1:04,606 +0,719 4
13 ROBIN FRIJNS HOL ANDRETTI 1:04,959 +1,292 5
14 MIKE CONWAY ING VENTURI 1:05,108 +1,441 6
15 SALVADOR DURÁN MEX AGURI 1:05,452 +1,785 6
16 OLIVER TURVEY ING CHINA 1:06,166 +2,499 4
17 BRUNO SENNA BRA MAHINDRA 1:07,724 +4,057 2
18 NELSINHO PIQUET BRA CHINA     1
 
VEJA A EDIÇÃO #19 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA STOCK CAR, F1, INDY E F-E