2º, Bottas lamenta falta de ritmo na França e solta essa: “Hamilton não é imbatível”

Valtteri Bottas terminou atrás de Lewis Hamilton mais uma vez, agora no GP da França. O finlandês reconhece a força do companheiro de equipe, especialmente em Paul Ricard, mas mantém as esperanças de esquentar a briga pelo título

Valtteri Bottas não pôde fazer nada contra Lewis Hamilton no GP da França deste domingo (23). O finlandês largou em segundo e lá permaneceu ao longo de cada uma das 53 voltas em Paul Ricard. Após cruzar a linha de chegada 18s atrás do britânico, fica claro que faltou ritmo. Mesmo assim, Valtteri ainda não quer saber de jogar a toalha na briga com o companheiro de equipe.
 
Isso porque Bottas ainda tem esperança de encontrar resultados positivos contra Hamilton, agora com quatro vitórias em sequências na Fórmula 1.
 
“Não aconteceu muita coisa da minha parte. A largada era o melhor lugar para mim [atacar], mas aí o Lewis [Hamilton] teve uma boa largada”, disse Bottas. 
Mercedes_ValtteriBottas_01_II.jpg" title="Valtteri Bottas (Foto: AFP)" />
Valtteri Bottas (Foto: AFP)

“Lewis estava mais rápido e eu não pude acompanhar o ritmo dele hoje. Eu só preciso analisar e entender como posso melhorar. Ele não é imbatível, só preciso trabalhar duro”, seguiu.

 
Sem conseguir acompanhar Hamilton, mas ao mesmo tempo com ritmo forte a ponto de manter Charles Leclerc distante, a corrida de Bottas foi solitária. O lado positivo foi formar uma nova dobradinha da Mercedes, a sexta em oito GPs da temporada 2019 da F1.
 
A próxima chance de reação de Bottas, agora 36 pontos atrás de Hamilton no Mundial de Pilotos, é já no próximo fim de semana. O GP da Áustria, no Red Bull Ring, é o nono da temporada 2019.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube