2º, Räikkonen classifica resultado nos treinos para GP da Hungria como “normal”

A segunda colocação no primeiro dia de treinos em Hungaroring não animou Kimi Räikkönen. Mas mesmo classificando com um dia comum, o piloto espera manter o ritmo durante o treino classificatório que acontece neste sábado (28)

Com tempo que conseguiu na segunda sessão de treinos livres para o GP da Hungria, Kimi Räikkönen ficou com o segundo melhor tempo no geral, atrás apenas de Lewis Hamilton, que dominou as duas atividades realizadas no circuito de Hungaroring nesta sexta-feira (27). Apesar do bom resultado, isso não animou o finlandês, que classificou o dia como comum.

"Foi uma sexta-feira normal para mim. Nós fizemos coisas normais e tentamos fazer o carro tão rápido quanto ele pode ser”, afirmou Räikkönen, que voltou à F1 nesta temporada após dois anos competindo no WRC.

 

Räikkönen não se empolgou com segunda colocação nos treinos livres (Foto: Lotus/Andrew Ferraro/LAT Photographic)

O piloto comemorou mesmo a melhora do carro nas últimas semanas. “Fomos o segundo mais rápido, o que foi bom, e conseguimos melhorar a configuração do meu carro nas últimas corridas, então eu estou muito feliz com isso”, explicou o finlandês, atual quarto colocado no campeonato, atrás apenas de Fernando Alonso e da dupla da Red Bull, formada por Sebastian Vettel e Mark Webber.

Räikkönen confirmou que a Lotus está fazendo algumas atualizações para o final de semana. Mesmo relutando um pouco, ele admite que espera manter o bom ritmo apresentado hoje no treino classificatório que acontece neste sábado (28). “Estamos fazendo pequenas melhorias, mas estamos fazendo o tempo todo e indo na direção certa. É só sexta-feira, mas nós estamos esperando por outro bom dia amanhã”, finalizou. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube