3º, Bottas lamenta GP da Bélgica em que “não teve chances” contra Ferrari

Valtteri Bottas sente que não tinha qualquer chance de ameaçar Charles Leclerc e Ferrari em Spa-Francorchamps. Sem o que fazer nas voltas finais, o finlandês focou em poupar equipamento para evitar problemas mecânicos

Valtteri Bottas se viu de mãos atadas no GP da Bélgica deste domingo (1º). O piloto finlandês largou em quarto e teve dificuldades para ganhar terreno, cruzando a linha de chegada em terceiro ao se beneficiar da corrida difícil de Sebastian Vettel. A situação foi tão dura que Valtteri sente que “não teve chances” de entrar na briga contra Charles Leclerc, eventual vencedor.
 
“O ritmo de corrida pareceu ok, de acordo com o que esperávamos, mas a Ferrari estava na frente desde o começo, além de ser muito forte nas retas”, disse Bottas.
 
“Não tive chances, mas eu tentei tudo que podia. Tiramos vantagem ao poupar o motor e a caixa de câmbio para as próximas corridas”, seguiu.
Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)

Bottas teve uma corrida diferente da de Hamilton. O britânico, ao contrário do finlandês, conseguiu ir para a ofensiva e batalhar com Leclerc. Lewis ficou próximo do monegasco nas voltas finais, mas não teve tempo suficiente para arquitetar uma ultrapassagem.

 
Em termos de campeonato, Valtteri volta a sofrer um novo golpe. A distância para Hamilton sobe para 65 pontos, isso com oito corridas – 208 pontos – ainda em jogo.
 
A próxima etapa da F1 é o GP da Itália. A corrida em Monza acontece já no próximo domingo.

Paddockast #31
QUEM NA F1 PASSA DE ANO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube