33 pontos atrás de Alonso no Mundial, Räikkönen pode lutar pelo título, afirma chefe da Lotus

Éric Boullier aposta em Kimi Räikkönen como um dos postulantes ao título da temporada 2012 da F1. Dono de cinco pódios na temporada, o finlandês só não somou pontos no GP da China

Quando a Lotus surpreendeu o mundo do esporte ao anunciar, poucos dias depois do GP do Brasil de 2011, o retorno de Kimi Räikkönen à F1 no ano seguinte, nem mesmo a cúpula de Enstone poderia imaginar que o finlandês, depois de ficar dois anos no WRC, teria desempenho tão bom.

Nas 12 primeiras provas da temporada, Kimi flertou com a vitória muitas vezes, mas ‘bateu na trave’. Ainda assim, foram cinco pódios conquistados, sendo três consecutivos (Alemanha, Hungria e Bélgica). Apenas em uma corrida, o GP da China, Räikkönen não pontuou. São 131 pontos somados contra 164 de Alonso. Desempenho que, na visão de Éric Boullier, credencia o nórdico como candidato ao título em 2012.

Boullier aposta em Kimi como postulante ao título de 2012 (Foto: Lotus/ LAT Photographic)

“Acredito que ele pode lutar pelo título, definitivamente. Cabe a nós dar a ele um bom carro e não perder nenhuma oportunidade, mas não falta muito para Kimi”, comentou o dirigente francês, chefe de equipe da Lotus, empolgado com a ascensão de Räikkönen nas últimas provas.

Dentre todos os pilotos da F1, Räikkönen fica só atrás de Alonso na lista dos maiores pontuadores das últimas cinco corridas do campeonato. Fernando acumulou 78 pontos entre os GPs da Europa, em Valência, e a etapa da Bélgica, onde não abandonou pela primeira vez no ano. Kimi, por sua vez, somou 76.

É na regularidade que está a esperança de Boullier em ver um piloto da Lotus campeão do mundo. “Se você está marcando pódios a cada fim de semana, em seguida, ele vai estar na posição de lutar pelo título. Ele tem três pódios nas últimas quatro corridas e, mesmo sem ter o melhor carro, ele ainda está lá”, destacou.

Por fim, o comandante francês exaltou Räikkönen pela ultrapassagem mais incrível do GP da Bélgica quando, no mergulho da Eau Rouge, pegou o vácuo do carro de Michael Schumacher e fez a manobra, ganhando a posição do heptacampeão do mundo e maior vencedor em Spa. “Acho que você tem que apreciar isso, porque a luta com Michael foi incrível. Ele foi muito concentrado, ele não perde nenhuma oportunidade”, concluiu Boullier.

Grande Prêmio cobre 'in loco' neste fim de semana a 13ª etapa do Mundial de F1, o GP da Itália, direto de Monza, com Evelyn Guimarães.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube