F1

Ainda dominante, Mercedes forma dobradinha com sobras e lidera TL1 no Canadá com Hamilton

O GP do Canadá promete maior proximidade entre as equipes de ponta, mas não é essa a história que o TL1 contou. A Mercedes construiu vantagem de quase 1s sobre a Ferrari, ficando com Lewis Hamilton em primeiro e Valtteri Bottas em segundo

Grande Prêmio / VITOR FAZIO, de Berlim
A pista é diferente, mas os resultados são os de sempre. A Mercedes abriu os trabalhos em Montreal com uma liderança maiúscula no primeiro treino livre da Fórmula 1 nesta sexta-feira (7): além de formar dobradinha com Lewis Hamilton em primeira, a escuderia prateada construiu vantagem de quase 1s sobre a Ferrari.
 
Assim, a briga pela liderança do TL1 foi exclusividade de Hamilton e Valtteri Bottas. O finlandês começou melhorar, liderando ao longo dos primeiros 60 minutos. Na reta final, Lewis encontrou tempo e alcançou o imbatível registro de 1min12s767, 0s147 mais rápido do que o companheiro.
 
Para a Ferrari, o começo não foi tão empolgante. Depois de passar a maior parte do tempo sem sequer tentar voltas rápidas, os italianos melhoraram no fim. Mas não tanto: Charles Leclerc foi o terceiro melhor, mas ainda com déficit de 0s953 para Hamilton. Max Verstappen surgiu em quarto, enquanto Sebastian Vettel foi quinto, 1s138 atrás do líder.
Lewis Hamilton liderou o TL1 (Foto: AFP)
O TL1 ficou marcado pelo asfalto pouco aderente e sujo, características tradicionais de Montreal. Os pilotos sofreram um bocado para manter os carros sob controle. Antonio Giovinazzi não conseguiu: o italiano rodou sozinho na curva 11, batendo na barreira de proteção em seguida e exigindo um safety-car virtual. Vettel também rodou, mas no hairpin e sem sofrer danos.
 
Saiba como foi o primeiro treino livre do GP do Canadá
 
A bandeira verde foi agitada pontualmente às 11h (de Brasília), mas isso não significou o início da ação. Com as temperaturas ainda relativamente baixas em Montreal, na casa dos 18º C, as equipes decidiram segurar pilotos e carros nos boxes por algum tempo. Nos primeiros 10 minutos, o único a fechar volta rápida foi Lando Norris, chegando ao ainda alto 1min23s598. Nicholas Latifi, assumindo o carro de Robert Kubica no TL1, logo virou líder com 1min19s311.
As marmotas não tardaram em atravessar a pista (Foto: Reprodução/TV)
Sem muita ação em termos de tempos de volta, a emoção ficou por conta das marmotas. Mas não uma emoção muito segura: Latifi quase atropelou uma, escapando por pouco. Um ano atrás, no TL2, Romain Grosjean teve a desventura de atingir o roedor.

Quase meia hora após o começo do TL1, os pilotos começaram a acelerar para valer. Verstappen virou líder provisório, conseguindo 1min14s654, 0s7 melhor do que Sainz. Leclerc apareceu em sexto, com Vettel em oitavo, ambos mais de 1s mais lentos que o holandês. Pelo rádio, todos reclamavam que o asfalto estava sujo demais.

E aí a Mercedes resolveu brincar. A liderança veio com certa tranquilidade – Bottas conseguiu 1min14s160, por volta de 0s5 melhor que Verstappen. O holandês até melhoraria o tempo de volta, mas ainda sendo 0s2 pior. Hamilton, mais tímido surgia em terceiro. Depois, com ambos melhorando, uma rara situação se apresentou: um empate entre os prateados no topo da tabela de tempos, com ambos em 1min13s495. Bottas acabou com a graça em seguida, melhorando para 1min13s229.
Valtteri Bottas foi o segundo melhor (Foto: AFP)
Hamilton até ensaiou um troco, conseguindo volta 0s1 melhor que a de Bottas. Só que o finlandês ainda tinha cartas na manga, melhorando para 1min13s001 para ser líder novamente.
 
Verstappen era terceiro, enquanto surpresas apareciam em quarto e quinto. Pérez e Stroll colocavam a Racing Point no top-5, ambos aproximadamente 1s5 mais lentos do que Bottas. Certamente não significava uma equipe capaz de brigar por pódio, mas servia como bom indicativo para a briga do pelotão intermediário. Enquanto isso, a Ferrari precisava se contentar com sétimo e nono, claramente ainda com ritmo por encontrar.
 
Com a Ferrari sem reação, o grupo de pilotos do top-5 seguiu trazendo surpresas. Antonio Giovinazzi superou a dupla da Racing Point e se firmou como quarto colocado. Acontece que, para o italiano, a alegria nunca parece ser duradoura: minutos depois, o piloto do #99 rodou ao atacar demais a zebra da curva 11, rodando e batendo no muro. A situação, com o carro parado na pista, exigiu o safety-car virtual por pouco mais de cinco minutos.
Antonio Giovinazzi rodou e bateu (Foto: Reprodução/TV)
O panorama da parte de cima da tabela seguiu mudando. Verstappen parou de melhorar tempos, o que significou queda para oitavo. Sainz surgiu em terceiro, com Magnussen atrás. E aí a Ferrari resolveu acordar: Leclerc, com 25 minutos de atividade restando, surgiu em terceiro, 0s953 pior que Bottas. A distância, apesar de preocupante, dificilmente era 100% realística.

Com bandeira verde, mas pista ainda bastante suja, os pilotos seguiam sofrendo para respeitar os limites da pista. Diversos pilotos cortavam chicanes ao perde aderência, evitando fritadas de pneus. Vettel, sofrendo para escalar a tabela de tempos, acabou sendo vítima do drama: o alemão rodou sozinho no hairpin, mas ao menos escapou de sofrer danos.

Depois de tantos minutos de liderança de Bottas, os últimos 30 minutos reservaram novo panorama. Hamilton tirou um coelho da cartola e, depois de aparentar estar em desvantagem, conseguiu confortáveis 0s147 de vantagem sobre Bottas. Foi suficiente para liderar e abrir o fim de semana com o pé direito.

F1 2019, GP do Canadá, Montreal, treino livre 1:

1 L HAMILTON Mercedes 1:12.767   31
2 V BOTTAS Mercedes 1:12.914 +0.147 25
3 C LECLERC Ferrari 1:13.720 +0.953 24
4 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:13.755 +0.988 26
5 S VETTEL Ferrari 1:13.905 +1.138 28
6 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:13.945 +1.178 30
7 C SAINZ JR McLaren Renault 1:13.973 +1.206 34
8 D RICCIARDO Renault 1:14.123 +1.356 31
9 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:14.172 +1.405 31
10 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:14.202 +1.435 32
11 L NORRIS McLaren Renault 1:14.246 +1.479 33
12 N HÜLKENBERG Renault 1:14.474 +1.707 30
13 P GASLY Red Bull Honda 1:14.570 +1.803 27
14 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:14.582 +1.815 17
15 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:14.645 +1.878 31
16 A ALBON Toro Rosso Honda 1:14.703 +1.936 36
17 L STROLL Racing Point Mercedes 1:14.812 +2.045 32
18 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:15.343 +2.576 32
19 G RUSSELL Williams Mercedes 1:15.989 +3.222 29
20 N LATIFI Williams Mercedes 1:16.199 +3.432 33
    Tempo 107% 1:17.861 +5.094  

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.