Ainda sem novo contrato com FIA, Pirelli já tem acordo com "maioria das equipes" para 2014, diz jornal

Segundo reportagem do jornal inglês 'The Telegraph', a Pirelli já possui contrato com a maioria das equipes do grid da F1 para 2014. Falta ainda um acordo com a FIA, que não se mostra, segundo a matéria, muito disposta a renovar com os italianos

A maioria das equipes do grid da F1 já possui um acordo com a Pirelli para além da temporada 2013. A informação é do jornal 'The Telegraph' e assinada pelo jornalista Tom Cary. Na semana passada, Bernie Ecclestone afirmou, em entrevista ao 'The Guardian', que já tem um contrato firmado com a fornecedora italiana para 2014, mas ressaltou, na mesma reportagem, que a FIA, a Federação Internacional de Automobilismo, ainda não. O atual vínculo entre a fabricante e a entidade se encerra ao final desta temporada.

De acordo com a matéria de Cary, a empresa já fechou um "contrato de longo prazo com a maioria das equipes". Porém, o grande entrave permanece sendo a entidade máxima que rege o esporte. A Pirelli não ficou nada satisfeita com o desfecho do julgamento e da reprimenda dada pelo Tribunal Internacional por conta do teste conduzido com a Mercedes. Também segundo a reportagem do jornal inglês, "figuras importantes" da companhia de Milão ficaram "furiosas" com o veredito.

A Pirelli já firmou contrato com a maioria das equipes do grid da F1 (Foto: Getty Images)

Atualmente, a fornecedora se encontra frustrada com as críticas de alguns times, com a resistência com relação às mudanças técnicas e com a falta de cooperação para o uso de carros de testes atuais. E enfrenta, ainda segundo o 'The Telegraph', os rumores de que a francesa Michelin pode voltar à F1 pelas mãos de Jean Todt, presidente da FIA.

"Há rumores constantes de que a Michelin pode estar à espera nos bastidores, apoiada por Jean Todt", afirmou a matéria, que continua: "Acredita-se ainda que a FIA não anunciou um novo processo de seleção para substituir a Pirelli porque Todt ainda procura um novo fornecedor e pode usar a punição dada pelo Tribunal contra Pirelli."

Também de acordo com a reportagem, a empresa italiana está pronta para um processo da justiça comum contra a entidade por conta da decisão do Tribunal. Ao mesmo tempo, a Pirelli também já deixa claro que, a menos que possa testar corretamente no futuro, vai rever seu interesse na F1.

GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ o GP da Inglaterra, direto do circuito de Silverstone neste final de semana, com o repórter Renan do Couto

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube