Albon evita notícias em momento incerto: “Qual o sentido de ler coisas negativas?”

Alexander Albon decidiu não acompanhar o que sai na imprensa. O tailandês, frequentemente criticado pelos resultados medianos na Red Bull, diz usar tempo livre “para jantar ou ver Netflix”

Alexander Albon não é um ávido consumidor do noticiário de Fórmula 1. O motivo é simples: o tailandês ainda não renovou com a Red Bull para 2021 e vê o futuro ameaçado. De quebra, boa parte das análises jornalísticas passou a ser ácida e crítica. Dessa forma, Albon não tem dúvidas: não vale a pena acompanhar notícias da F1 se é para se incomodar.

“Eu não olho o que sai na imprensa”, afirmou Albon, ainda em Mugello. “Eu sei que sempre vão falar sobre isso, é um assunto quente para vocês [jornalistas], mas é melhor simplesmente me afastar disso. Minha confiança vem de conversas com o Christian [Horner, chefe de equipe] ou com o próprio Dr. Marko [consultor]. Eu sinto muito apoio vindo dos dois, assim como do resto da equipe. Estou relaxado. Sei que preciso melhorar, quero melhorar e estou motivado para isso. Estou feliz com o apoio da equipe e posso dizer que é a imprensa que cria esses ruídos”, destacou.

Alexander Albon tem estratégia para evitar críticas (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Albon já vinha ameaçado por Pierre Gasly desde o começo da temporada. O francês faz grande trabalho na AlphTauri, isso enquanto o tailandês sofre para acompanhar Max Verstappen. A situação ficou ainda mais chata após a incrível vitória de Pierre em Monza, apesar de um novo alívio após o pódio de Alex em Mugello.

“Qual é o sentido de ficar olhando o celular se é para ver coisas negativas? Não faz sentido algum. Prefiro usar esse tempo para jantar, ver Netflix, o que for. Claro que é bom ler bons comentários, mas você percebe também que isso [comentários negativos] são parte do jogo. Sempre vão falar, sempre vão fazer comentários. Esse ano certamente tive mais disso acontecendo”, refletiu.

Albon já ouviu palavras de apoio da chefia, mas segue no aguardo de uma confirmação a respeito de 2021. Caso a Red Bull decida por uma mudança, Gasly se torna candidato óbvio. Além do francês, Sergio Pérez passou a ser apontado como outra alternativa após a saída da Racing Point.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube