F1

Albon revela que mãe colocava vídeos de Rossi para acalmá-lo quando criança: “Ficava preso na frente da TV”

Alexander Albon revelou que desde criança sempre teve admiração por Valentino Rossi. Inclusive, o tailandês da Toro Rosso afirmou que, quando era mais novo, sua mãe colocava vídeos de vitórias do italiano para acalmá-lo - e isso funcionava
Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Alexander Albon contou quais eram seus dois grandes ídolos quando criança. O jovem piloto revelou que sempre viu em Michael Schumacher e Valentino Rossi duas fontes de inspiração, inclusive seguindo com a admiração até os dias de hoje.
 
“Sou um grande fã de duas pessoas: Michael Schumacher e Valentino Rossi. Quando era jovem, meu quarto era inteiro vermelho por causa da Ferrari e eu tinha tudo de #46”, explicou.
 
“Também levava um adesivo de ‘The Doctor’ na lateral de meu carro, era um pouco doido por ele. Lembro também que quando tinha quatro ou cinco anos, quando ficava aborrecido por algo, minha mãe colocava algum vídeo desses que resumem uma temporada”, continuou.
Alexander Albon (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“Então, ela colocava o trecho de uma corrida em que Rossi tinha vencido. Quando colocava isso na televisão, para mim estava tudo certo. Ficava preso na frente da TV e me sentia melhor”, completou.
 
Albon seguiu explicando a escolha de seu número para o campeonato, o #23. “Nas categorias menores você não pode escolher seu número. Então, quando veio a chance na Fórmula 1, senti que não poderia ir com o #46 por razões comerciais”, falou.
 
“Escolhi metade de Rossi. #23 sempre foi um bom número para mim, o usei algumas vezes. Estou feliz com isso. Não há muito por trás, mas pensei que carregaria minha tradição de usar o número de Rossi de alguma maneira”, concluiu.