Albon trava dura batalha com Leclerc e garante vitória no GP do Brasil virtual

A Fórmula 1 foi até Interlagos para mais uma corrida virtual de seu campeonato. Na terceira etapa do calendário, uma emocionante batalha pela primeira colocação após acidente na largada coroou Alex Albon como o vencedor

Que bela disputa a Fórmula 1 entregou no GP do Brasil virtual. Neste domingo (3), a categoria realizou uma corrida em Interlagos e após uma briga pela disputa ao longo das 36 voltas, foi Alex Albon quem ficou com a vitória da disputa
 
Após uma rápida classificação, quem conseguiu a pole-position foi Stoffel Vandoorne. George Russell largou ao seu lado, com Enzo Fittipaldi e Lungaard fechando a segunda fila. Pietro Fittipaldi, o outro brasileiro do grid, saiu de 11º do grid.
 
Entre os inscritos tinham além de pilotos regulares da F1, como Nicholat Latifi e Antonio Giovinazzi , grandes nomes do esporte mundial, como o competidor de rali Petter Solberg, os jogadores de críquete Stuart Borad e Bem Stokes, e o capitão do Milan Alessio Romagnoli.
 
Assim que a largada foi autorizada, Vandoorne causou um grande acidente levando diversos pilotos. Quem se beneficiou foi Albon, que pulou para a ponta, seguido por Charles Leclerc e Giovinazzi, que fez boa saída. Com o embolo, Stoffel caiu para nono.
Albon vence sua primeira corrida virtual da F1 (Foto: Reprodução)
Na terceira volta, o monegasco da Ferrari começou a pressionar o adversário da Red Bull. O #16 colocou lado a lado e assumiu a ponta do pelotão. A dupla já abria grande vantagem do restante dos competidores, tendo 3s4 de respiro. Antonio, Russell e Esteban Gutiérrez completavam o top-5.
 
Mas a liderança de Charles não demorou muito, já que Albon conseguiu retomar a colocação na abertura do quarto giro. Enquanto isso, Enzo Fittipaldi aparecia em 13º, enquanto Lando Norris, envolvido em polêmica na corrida virtual da Indy, era o 15º.

A briga pela primeira posição estava bastante emocionante. Enquanto os dois primeiros já tinham mais de 5s de distância para o restante do pelotão, Albon e Leclerc estavam trocando de posições. A cada volta, um estava em primeiro, com Alex abrindo a volta 8 na frente, mas logo sendo passado pelo monegasco.

A briga pela primeira posição estava bastante emocionante. Enquanto os dois primeiros já tinham mais de 5s de distância para o restante do pelotão, Albon e Leclerc estavam trocando de posições. A cada volta, um estava em primeiro, com Alex abrindo a volta 8 na frente. Pouco depois, Charles deu o troco e retomou a ponta.

No 11º giro, as coisas mudaram no pelotão. Primeiro, Giovinazzi teve problemas e acabou saindo da sessão da corrida, caindo para último e abandonando a prova. Enquanto isso, Latifi acabou caindo para o meio do pelotão, em 11º.

A rodada de paradas chegou a bagunçar brevemente o pelotão, mas logo tudo estava de volta ao normal. Entre os ponteiros, Charles foi o primeiro a parar e quando foi a vez de Alex, voltou 0s2 atrás do monegasco. Entretanto, não viu problemas em retomar o primeiro posto pouco depois.
 
Mas seguindo o tom da prova, a dupla de jovens competidores protagonizou mais uma emocionante disputa. Charles logo tratou de dar o troco em cima do tailandês para ser mais uma vez o primeiro. Russell vinha em terceiro na 19ª volta.

O piloto da Red Bull colocou por fora para tentar passar o adversário da Ferrari. Ambos ficaram lado a lado tocando roda com roda, mas foi o #16 que levou a melhor no final. No começo da reta, tentou mais uma vez a investida, dessa vez conseguindo passar Leclerc.

Com dez voltas para a bandeira quadriculada, Leclerc tentou dar o bote por fora em cima de Albon. Mais uma vez chegaram a ficar lado a lado, mas Alex conseguiu fechar a porta para deixar o adversário para trás. A dupla estava 3s7 do terceiro colocado Russell.
 

Na última parte da disputa, a briga ainda estava pegando fogo e não era possível prever quem iria vencer. No final da reta, Lelerc mais uma vez investiu em cima de Albon e retomou a colocação da ponta, restando apenas dois giros para a bandeira o término.
Com dez voltas para a bandeira quadriculada, Leclerc tentou dar o bote por fora em cima de Albon. Mais uma vez chegaram a ficar lado a lado, mas Alex conseguiu fechar a porta para deixar o adversário para trás. A dupla estava 3s7 do terceiro colocado Russell.
 
Entretanto, o monegasco acabou recebendo uma punição de 3s por conta dos limites da pista. Por conta da penalização, perdeu qualquer chance de vencer a corrida, mas seguiu empolgado com a batalha pela ponta.
 
Com bandeira quadriculada, Albon conquistou a vitória do GP do Brasil. Quem terminou na segunda colocação foi Russell, com Leclerc fechando com o degrau mais baixo do pódio virtual.
 

Paddockast #59
DUPLA IMPLACÁVEL: Daniel Serra e Ricardo Maurício

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora