Alesi exime Vettel de culpa por fracasso na Ferrari: “Fez de tudo”

Sebastian Vettel se esforçou, assim como a Ferrari, mas o casamento não deu certo. Jean Alesi sente que a história seria outra se Seb pudesse apontar nomes para a equipe técnica

Sebastian Vettel foi para a Ferrari com o objetivo claro de ser campeão. Cinco anos e zero títulos depois, não é exagero dizer que alemão fracassou. A despedida de Maranello ao fim do ano fecha uma porta para Vettel, alvo recente de críticas. Muitas delas injustas, por sinal: de acordo com Jean Alesi, piloto da escuderia entre 1991 e 1995 na Fórmula 1, o tetracampeão deu o máximo.

“Ele fez de tudo para ser campeão com a Ferrari e falhou”, disse Alesi, entrevistado pela emissora italiana ‘Sky Sports’. “Só que ele não falhou por culpa dele ou da equipe. Alguma coisa certamente não aconteceu do jeito que se esperava”, seguiu.

Jean Alesi dá seus pitacos sobre o divórcio entre Sebastian Vettel e Ferrari (Foto: Reprodução)

Alesi acredita que um grande fator para o fracasso de Vettel foi a incapacidade de moldar a Ferrari de acordo com seus desejos, como Michael Schumacher fez mais de duas décadas atrás. “Por exemplo, o Michael chegou com uma equipe inteira [da Benetton] quando tomou minha vaga na Ferrari”, refletiu.

Schumacher trouxe consigo dois pilares do bicampeonato pela Benetton: Ross Brawn, diretor-técnico, e Rory Byrne, projetista. Com Jean Todt, já chefe de equipe da Ferrari, nasceu o quarteto que dominaria a F1 do começo dos anos 2000.

Vettel, por sua vez, não teve a mesma sorte. O chefe de equipe Christian Horner e o projetista Adrian Newey, fundamentais para a sequência de títulos na Red Bull, não foram para a Ferrari.

A última temporada de Vettel na Ferrari começa dentro de um mês. O GP da Áustria, primeiro do ano, está marcado para 5 de julho no Red Bull Ring. A prova acontece sem público, consequência do coronavírus.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube