F1
11/05/2017 11:42

Alonso dá ultimato à McLaren, mira chance de vitória em 2018 e até admite volta à Ferrari: “Estou aberto a qualquer coisa”

No último ano de seu contrato com a McLaren, Fernando Alonso afirmou que renova com o time se vir que tem chances de vencer em 2018. Asturiano disse que ainda não pensa em deixar F1, mas disse que está aberto a todas as possibilidades no Mundial, inclusive voltar para a Ferrari
Warm Up, de Barcelona / Redação GP, de São Paulo
 Fernando Alonso (Foto: Mclaren)
Fernando Alonso deu um recado claro à McLaren. No último ano de seu contrato com o time de Woking, o asturiano foi taxativo ao afirmar que só renovará seu vínculo se ver que tem chances de vencer na temporada 2018 da F1.
 
Em preparação para a estreia nas 500 Milhas de Indianápolis, Alonso afirmou que não é hora de definir seu futuro, mas deixou claro que sua meta é voltar a vencer.
Fernando Alonso não descarta volta à Ferrari (Foto: Twitter Sky/Reprodução)

“Agora é um período meio movimentado, com a Indy, então não é momento de pensar se é hora de buscar outros desafios fora da F1 ou se terei uma oportunidade de vencer o campeonato na F1 — que é a minha meta principal —, estou muito aberto a qualquer coisa”, comentou.
 
Questionado se considera a possibilidade de voltar para a Ferrari, Alonso respondeu: “Estou aberto a qualquer coisa”.
 
“Se daqui até setembro ou outubro, eu ver que existe uma opção de ganhar com a McLaren, ficarei contente em ficar, mas, se não, é preciso levar em conta que este é o meu último ano do contrato vigente”, comentou.
 
Mesmo feliz com os rumos tomados pela F1, Alonso reconheceu que isso não será suficiente para mantê-lo na categoria.
 
“Este ano, os carros são bons de guiar. De certa forma, a F1 está de volta. Eu gosto desta F1”, comentou. “Minha intenção e minha primeira prioridade é correr aqui no ano que vem, mas não só correr, também vencer”, explicou.
 
Alonso reiterou que está feliz com a McLaren, mas sublinhou seu desejo de voltar a vencer no Mundial. 
 
“Estou feliz com o time, mas não estamos vencendo”, disse. “Se daqui até setembro ou outubro eu vir uma oportunidade de vencer em 2018, ficarei mais do que feliz em ficar. Se não foi o caso, ficarei mais do que feliz de falar com qualquer outro”, encerrou.
 
O GRANDE PRÊMIO está em Barcelona e acompanha tudo que acontece na quinta etapa do campeonato da F1 com o repórter Thiago Arantes. Acompanhe todas as atividades AO VIVO e em TEMPO REAL.
 
RUMOR SOBRE PRÉ-ACORDO COM MERCEDES PODE ESTRAGAR RELAÇÃO ENTRE VETTEL E FERRARI