Alonso descarta correr por outra equipe na F1 e reafirma vontade de encerrar carreira na Ferrari

Fernando Alonso não deseja correr por outra equipe na F1. O espanhol, mais uma vez, reafirmou o desejo de encerrar a carreira pilotando pela Ferrari, equipe que tem contrato até 2016

Fernando Alonso descartou a possibilidade de competir por qualquer outra equipe na F1 e reafirmou que deseja, sim, encerrar sua carreira na Ferrari. O espanhol, que atualmente lidera o campeonato com 164 pontos, também disse que ainda não sabe se vai continuar ou não a correr a partir de 2017, mas que tem a mente aberta quanto a isso e que, se permanecer na F1, continuará defende o time vermelho. O contrato do bicampeão com a equipe italiana acaba no fim da temporada de 2016. 

Alonso espera encerrar a carreira na Ferrari (Foto: Ferrari)

"Meu contrato estará encerrado em 2017 e no momento eu penso que ainda é muito cedo para se falar em como estará a minha motivação e os meus sentimentos até lá. Se eu ainda estiver motivado e com fome de continuar, então isso será feito apenas na Ferrari, com certeza", explicou o piloto.

“Se eu sentir que é hora de parar e ter uma vida diferente, será uma decisão que tomarei apenas em 2016. Eu estou correndo há muitos anos e é uma vida de muita dedicação ao esporte, mas eu sei que em algum momento chegará o dia de parar. Mas vamos ver quando chegar”, completou o asturiano. 

Antes de assinar com a Ferrari, Alonso passou por Minardi, onde fez a estreia na F1 em 2001, Renault e McLaren.

O Grande Prêmio cobre 'in loco' neste fim de semana a 13ª etapa do Mundial de F1, o GP da Itália, direto de Monza, com Evelyn Guimarães.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube