Alonso diz que chefes de Hamilton “não ficariam felizes se ele tivesse carro normal”

Fernando Alonso conviveu de perto com Michael Schumacher e Lewis Hamilton, cada um em seus anos, e concluiu que o alemão era mais ligado nas coisas da equipe, enquanto o inglês teria dificuldades de ser quem é se não guiasse um carro campeão

Fernando Alonso está vivendo um começo de ano movimentado. Após a participação no Rali Dakar 2020, o bicampeão da Fórmula 1 deixou o papel de embaixador da McLaren. Agora, nas próximas semanas, tem uma decisão a tomar com relação à participação nas 500 Milhas de Indianápolis. Em meio a tudo isso, Alonso foi pedido a comparar Michael Schumacher e Lewis Hamilton. O ponto dele foi que o alemão era mais concentrado, enquanto o inglês não lidaria bem com uma equipe mediana.
 
Em entrevista ao jornal italiana 'La Gazzetta dello Sport' ainda durante o Dakar, Alonso foi questionado sobre o que via em cada um, uma vez que Hamilton está a poucas vitórias e um título de igualar os recordes antes inalcançáveis do heptacampeão. Segundo Alonso, os dois viveram mordomias como pilotos vencedores, mas a personalidade de Hamilton tornaria a vida dele mais complicada caso não andasse com um carro campeão.
 
"Cada um deles conta com sua própria personalidade, os dois dominaram por causa dos seus carros, o que permitia a ambos que fizessem o que queriam fora da F1", disse o espanhol.
Lewis Hamilton (Foto: AFP)
"Michael tinha mais disciplina e preparação, gostava mais das dinâmicas da equipe. Lewis tem uma personalidade e estilo de vida diferentes e que não seriam corretos se ele tivesse um carro normal. Os chefes não ficariam felizes", encerrou. 
 
Alonso foi quem acabou com a sequência de cinco títulos de Schumacher, em 2005, e depois viveu problemas com Hamilton quando foram companheiros de equipe, em 2007. Mesmo assim, os dois garantem que o passar dos anos fez com que a relação se tornasse próxima. 
 
Hamilton segue com a Mercedes para o que é, ao menos por enquanto, o último ano de contrato. Segundo o mesmo jornal, porém, uma extensão por mais dois anos está próxima. 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube