Alonso diz que Ferrari não é suficientemente rápida para vencer Mundial e vê título como milagre

Fernando Alonso afirmou que liderar o Mundial de F1 é um pequeno milagre e admitiu que a F2012 não é rápida o suficiente para conquistar o título. Asturiano se disse satisfeito com seu desempenho e com a atuação da Ferrari na temporada

 

Apesar de todos os problemas enfrentados pela Ferrari no início da temporada, Fernando Alonso lidera a classificação do Mundial com 29 pontos de vantagem para Sebastian Vettel, o segundo colocado. Mesmo líder, o asturiano não se ilude e definiu a posição na tabela como um “pequeno milagre”.
 
“É um pequeno milagre que estejamos na liderança”, afirmou. “Não há comparação com o carro que temos e o dos nossos rivais, especialmente nas primeiras cinco ou seis corridas, quando estávamos fora do Q3 e 1s5 atrás”, lembrou.
Alonso afirmou que está satisfeito com seu desempenho na temporada (Foto: Ferrari)
“Então é um pequeno presente que nós estejamos na primeira posição na metade do campeonato”, resumiu. “Agora o carro melhorou, estamos mais regularmente no pódio, então agora parecemos ser capazes de manter a vantagem”, ponderou.
 
Ainda, Fernando reconheceu que a F2012 não é o carro mais veloz do grid e afirmou que conquistar o tricampeonato em 2012 será uma surpresa. “Vamos ver o que vai acontecer a partir de agora. Se pudermos lutar pelo campeonato e se vencermos, como disse, será um milagre, porque eu não acho que somos rápidos o suficiente para fazer isso”, considerou. “Vamos fazer o máximo. Fizemos 14 corridas mais ou menos perfeitas até aqui. Agora não podemos cometer erros nas últimas seis.”
 
“Precisamos continuar assim, trabalhando duro, mantendo a calma e pontuando todos os domingos – com o máximo de pontos que pudermos”, defendeu. “Às vezes seremos quarto, às vezes segundo e vamos ver o que os outros fazem”, continuou. 
 
Por fim, Alonso também falou sobre sua atuação na temporada. O bicampeão afirmou que está feliz com sua performance e destacou que a Ferrari aprendeu bastante com a experiência do ano passado.
 
“Você melhora todos os anos e aprende com os seus erros. Até este momento da temporada, temos sido bastante consistentes e temos tirado o máximo do carro, por isso estou contente neste sentido”, falou. “Não só pessoalmente pela minha maneira de guiar, mas também pela equipe”, ressaltou. “Temos maximizado os pontos. Até agora, todo o conjunto – piloto, equipe, estratégia, gestão dos pneus – se beneficiou do que aprendemos no ano passado”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube