Alonso encara GP da Austrália “com muita esperança” e prevê 2018 de crescimento contínuo para McLaren

Fernando Alonso tem em mente o objetivo de lutar por pontos importantes a cada uma das 21 corridas da temporada, diferente do ano passado, quando teve poucas chances de lograr um bom resultado. Ao mesmo tempo, contudo, o bicampeão do mundo quer esperar todos os carros irem à pista em Melbourne para ter uma ideia clara do potencial da McLaren. Sua expectativa é que o ano seja “em crescimento”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Fernando Alonso encara a abertura da temporada 2018 do Mundial de F1 com uma motivação diferente. Depois de três anos sofríveis de parceria entre McLaren e Honda, a equipe de Woking encerrou o casamento com os japoneses e firmou nova união com a Renault, o que deu um sopro de esperança ao bicampeão, que volta a sonhar em figurar no lugar em que merece estar. Já se vão quase cinco anos da sua última vitória, lograda no GP da Espanha de 2013, enquanto seu último pódio, obtido pela Ferrari, foi no GP da Hungria do ano seguinte. Desde então, os melhores resultados de Alonso na F1 foram três quintos lugares, sendo um em 2015 e dois em 2016.

 
Com o ânimo renovado, Alonso sonha em voltar a figurar com frequência na zona de pontuação, algo que lhe aconteceu em apenas cinco oportunidades na temporada passada. A expectativa do espanhol de 36 anos é ir avançando a cada corrida com a McLaren para, quem sabe, encerrar alguma corrida bebendo champanhe no pódio. 
 
“Gostaríamos de estar nos pontos frequentemente. Tomara que nas cinco primeiras posições e também lutar por algum pódio. Esperemos estar fortes já desde o começo. O trabalho que tem sido feito por todos os meninos e as meninas da equipe vem sendo fantástico e estamos ansiosos para começar a acelerar”, comentou o piloto em entrevista concedida à emissora Movistar F1 nesta quinta-feira (22) em Melbourne, palco do GP da Austrália que vai abrir a temporada 2018.
Fernando Alonso mira se colocar entre os cinco primeiros no GP da Austrália (Foto: Twitter)
Contudo, Alonso também prega prudência e paciência e quer esperar todos os carros irem à pista para ter uma ideia clara do potencial do novo MCL33.
 
“Nos precipitaríamos se falássemos de objetivos antes de saber onde está todo mundo. Está claro que queremos estar na briga por pontos importantes, por estar perto dos cinco primeiros. É preciso ver onde estamos. Se estamos em oitavo ou nono, queremos melhorar para estarmos em posição de pódio. O ano vai ser em crescimento”, disse.
 
Fernando expressou o quanto está animado com a abertura da temporada e com a perspectiva de um 2018 bem mais positivo.
 
“Encaro este GP com muita esperança. O primeiro sempre é especial porque você não sabe onde está cada equipe. Sabe o que fez na pré-temporada, mas não há muitas referências dos seus rivais. Daqui até novembro podem acontecer muitas coisas. Há muitas possibilidades de melhorar. Um bom resultado só pode ajudar”, disse.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O asturiano acredita que a classificação, neste sábado, vai ser o ponto-chave do fim de semana na Austrália e citou até a previsão do tempo. Há a estimativa de 80% de chance de chuva para a sessão que vai definir o grid de largada. 

 
“Vamos estar todos nas mesmas condições porque nos treinos livres há uma variedade de pneus e cargas de combustível. Também há a questão do clima porque parece que vai chover no sábado e no domingo. De qualquer forma, estamos ansiosos para fazer uma boa corrida”, concluiu.

#GALERIA(8333)
 
”RECOMEÇA A BRIGA”

MERCEDES COMEÇA TEMPORADA AINDA À FRENTE DA FERRARI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube