F1

Alonso fala em lição aprendida pela McLaren e prevê “carro muito melhor” para temporada 2019

Fernando Alonso mostrou otimismo para a temporada 2019 da McLaren. Mesmo não estando mais na F1 no próximo ano, o espanhol afirmou que a equipe aprendeu a lição, entendeu os erros e agora deve vir mais forte no campeonato que vem
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Fernando Alonso (Foto: McLaren)
Fernando Alonso pode não estar no grid da F1 em 2019, mas segue envolvido com a McLaren. O espanhol afirmou que a equipe aprendeu a lição e entendeu os erros que apresentou durante o ano, o que o faz crer que o próximo campeonato vai ser bastante positivo.
 
O time de Woking tem vivido anos difíceis na categoria. Com um problema aerodinâmico, viu seu desempenho despencar e sequer conseguir aparecer na ponta do pelotão, com o espanhol normalmente tirando mais do que o carro poderia entregar.
 
Agora, o bicampeão avaliou rapidamente a situação da esquadra, afirmando que não pode pontuar todos os problemas, mas que a situação pode ser revertida na próxima temporada. “As razões do porque a McLaren errou são privadas. Posso dizer que tomamos algumas direções neste projeto que não davam o resultado que esperávamos”, afirmou.
Fernando Alonso (Foto: McLaren)
“Decidiu-se assumir certos compromissos com o carro, mas o rendimento não chegou. Então, só se desenvolveu o lado negativo dessas decisões. Acredito que no próximo ano o carro deve estar muito melhor e a lição está aprendida. Desde julho estamos testando peças experimentais para o próximo ano”, continuou.
 
“Há muito otimismo na equipe com a direção tomada para o carro de 2019. Entendemos nossos problemas. Sabemos que o ano passado nosso carro foi muito competido no quesito chassi, conhecemos a velocidade de curva”, pontuou.
 
“No ano passado, há 12 meses, o carro era muito competitivo em algumas áreas e, lamentavelmente, perdemos esse nível de competitividade este ano. Entendemos o motivo, por isso acredito que a equipe estará, no ano que vem, em uma melhor posição e estou feliz por eles”, completou.
 
Após 18 anos na F1, Alonso deixou a categoria no final de 2018. Dizendo buscar novos desafios em sua carreira, o piloto está em busca da Tríplice Coroa do automobilismo. E pensando nisso, em 2019 vai participar de sua segunda edição das 500 Milhas de Indianápolis – inclusive, começa a treinar em abril.