Alonso fecha dia em terceiro, mas mantém pés no chão: "Não temos uma ideia clara da hierarquia"

Atrás apenas de dupla da Mercedes, espanhol fecha dia como 'melhor do resto', mas apesar de destacar "sentimentos positivos", evita precipitação: "Vamos esperar mais um pouco para ver onde todos os nossos rivais estão", afirmou


Fernando Alonso não tem do que se queixar de seu desempenho desta quinta-feira (23), primeiro dia de atividades para o GP de Mônaco, sexta etapa da temporada 2013 da F1.
 
O espanhol fechou o dia como o 'melhor do resto', levando em conta o conhecido bom desempenho da Mercedes em treinos – Nico Rosberg fechou o dia em primeiro, logo à frente de Lewis Hamilton, com o bicampeão mundial atrás apenas de ambos.
 
Alonso voltou a elogiar o traçado urbano do Principado e comemorou a boa quantidade de dados coletados por seu engenheiro na Ferrari, Andrea Stella.
 
"É sempre legal pilotar em Mônaco, ainda que seja muito exigente, porque aqui, mais do que em qualquer outro lugar, você precisa andar muito para se adaptar à pista, e, de maneira geral, se acostumar para uma corrida muito especial", explicou.
 
"Estou satisfeito que meu engenheiro cumpriu nosso programa para hoje, nem sempre podemos adquirir os dados aqui e qualquer coisa pode acontecer."
Fernando Alonso foi o terceiro melhor do dia em Monte Carlo (Foto: Getty Images)
O espanhol também afirmou que, apesar do otimismo inicial, ainda é impossível saber quem estará mais forte na sessão classificatória e na corrida do próximo domingo (26), já que os pilotos evitam correr riscos nos treinos livres.
 
"Ainda que os sentimentos sejam positivos e não tenhamos nenhum tipo de problema durante o dia, ainda não temos uma ideia clara da hierarquia. Vamos ter que esperar um pouco para ver onde todos os nossos rivais realmente estão, porque aqui também, até sábado, ninguém dá 100%. As barreiras são uma ameaça muito grande para assumir riscos nas primeiras sessões de treinos livres", afirmou.
 
Para encerrar, Alonso destacou que, conforme o esperado, os pneus supermacios são os mais velozes em Monte Carlo, e ressaltou que a Ferrari trabalhará nos dados coletados hoje para encontrar o melhor desempenho possível para o restante das atividades do fim de semana.
 
"Não há muito tempo para comparar os pneus aqui, fizemos apenas um teste e os resultados não trouxeram nenhuma surpresa, os supermacios são um pouco mais rápidos e desgastam mais."
 
"Tudo o que resta agora é gastar todo o tempo disponível na análise dos dados que coletamos para que possamos encontrar a melhor estratégia para a classificação e a corrida", completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube